Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Polícia

Choque prende quadrilha com drogas e arma em MS

Ao todo, cinco homens foram presos em flagrante

13 março 2019 - 08h04Por Anna Gomes

Policiais do Batalhão de Choque prenderam cinco traficantes nas cidades de Campo Grande e Sidrolândia. Os suspeitos foram flagrados com drogas e armas, na madrugada desta quarta-feira (13).

De acordo com os militares, os policiais estavam realizando rondas pelo Bairro Santa Emília, na Capital. A guarnição avistou um carro com dois ocupantes, ao realizarem a abordagem, foram encontrados três tabletes de maconha no veículo.

Em seguida, outro suspeito, que seria responsável por fazer o transporte do entorpecente, chegou ao local e também foi abordado. Ele disse que teria sido contratado por um homem identificado como ‘Júnior Neguinho’.

A polícia conseguiu chegar até ‘Neguinho’. Ele revelou o nome e o endereço da pessoa que ele teria comprado o entorpecente. Os policias se deslocaram até o local informado, mais precisamente na cidade de Sidrolândia, município distante 70 quilômetros de Campo Grande.

Na casa, os militares encontraram mais droga, uma arma de fogo e um homem acabou preso. Os suspeitos foram identificados como Altir Maximiano do Nascimento Júnior, 22 anos, Anderson Alves Barbosa, 34 anos, Carlos Avelino da Silva, 29 anos, Fabio Rondon e Junior Cezar Rodrigues da Silva, 33 anos. Todos foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga.

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar