Menu
terça, 29 de setembro de 2020
Polícia

Colar ajuda na identificação de acusado de dois estupros, roubos e furtos

Ele negou os crimes, mas foi identificado pelas vítimas

09 setembro 2020 - 13h45Por Diana Christie

Com a ajuda de um colar entregue a uma das vítimas, a polícia civil prendeu um homem de 18 anos, acusado de ao menos dois estupros, dois roubos, três furtos e crimes de receptação na cidade de Ivinhema. As informações são do IviNotícias.

O homem foi preso nesta terça-feira (8). O primeiro crime foi registrado dia 8 de agosto. O acusado, que não teve o nome revelado, abordou uma mulher com uma faca e a estuprou em uma construção localizada no Centro de Ivinhema.

O segundo abuso aconteceu dias depois, em 16 de agosto. Ele abordou uma jovem que andava sozinha pela rua, levou-a até uma igreja em construção e cometeu os abusos. Na ocasião, ele entregou uma correntinha com um pingente da letra A para a vítima.

A partir da divulgação do caso, a dona do colar procurou a polícia e explicou que a corrente havia sido furtada de sua casa. Com essa informação, a polícia identificou o suspeito, que também teria participado de vários outros crimes.

Segundo a polícia, ele é o autor de roubos a mercados, furtos de restaurantes e lojas, e o receptador da correntinha com o pingente da letra A. Todos esses crimes são recentes, mas ele já tem passagens policiais desde a adolescência.

Ele negou os crimes, mas foi identificado pelas vítimas. O investigado está preso e à disposição da Justiça.

Leia Também

Menino morto após queda de postes é enterrado no RJ e mãe lamenta: 'meu Samuca'
Geral
Menino morto após queda de postes é enterrado no RJ e mãe lamenta: 'meu Samuca'
Vídeo: mulher se filma borrifando perfume no olho da cadela
Cidades
Vídeo: mulher se filma borrifando perfume no olho da cadela
Pais cobram R$ 180 mil por Flávio Bolsonaro usar foto de crianças em protesto
Geral
Pais cobram R$ 180 mil por Flávio Bolsonaro usar foto de crianças em protesto
Com perda de idosa, Dourados se aproxima das 100 mortes por covid
Cidades
Com perda de idosa, Dourados se aproxima das 100 mortes por covid