Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Polícia

Com apoio de helicóptero, PRF prende comboio com 100 mil pacotes de cigarro na BR-060

Um dos suspeitos disse que receberia 500 reais para transportar o produto contrabandeado

26 abril 2019 - 17h16Por Thiago de Souza

Denúncia anônima levou a Polícia Rodoviária Federal a apreender carga com 100 mil pacotes de cigarros contrabandeados, nesta sexta-feira (26), na BR-060, próximo a Campo Grande. Na ação, foi usado o helicóptero da corporação que reforçou o trabalho dos atentes em terra.

A informação era de que três carros faziam o transporte do produto vindo do Paraguai, próximo a um assentamento. Ao perceberem a aproximação do helicóptero, os três carros retornaram em alta velocidade, mas foram interceptados pelas equipes na rodovia.

Segundo a PRF, foi abordado um Fiat Torino com placas de Belo Horizonte (MG). Dois dos motoristas fugiram a pé e não foram localizados e um foi detido.

Um  Fiat Strada com placas de Franca (SP) e uma Fiorino, com placas de Belo Horizonte (MG), também estavam carregadas com caixas de cigarros contrabandeados.

O motorista preso confessou ter buscado o veículo carregado com o cigarro em Maracaju e levaria até Campo Grande, onde receberia R$ 500. Também foram encontrados nos automóveis rádios transceptores com frequência ativa.

O preso, os veículos e os cigarros foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal em Campo Grande.

 

 

 

Leia Também

Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Política
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Geral
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Filho morre  de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina
CORONAVÍRUS
Filho morre de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina