Menu
sábado, 24 de outubro de 2020
Polícia

Proteção? CRM arquivou três sindicâncias contra médico acusado de assédio sexual

Delegada diz que ele coagia as vítimas para não contarem sobre os assédios

29 setembro 2020 - 07h00Por Diana Christie, Rayani Santa Cruz e Willian Leite

O CRM (Conselho Regional de Medicina) teria arquivado três sindicâncias contra o médico ginecologista Salvador Arruda, que atende na Clínica Santa Rita e na maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande.

As informações são da delegada Maíra Pacheco, que de coletiva de imprensa sobre o caso na manhã desta segunda-feira (28). Segundo ela, o médico ainda sofreu duas sindicâncias na maternidade Cândido Mariano, mas também não houve penalidades.

A delegada citou que ele coagia as vítimas para não contarem sobre os assédios.

Resposta

Segundo o presidente do Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul, Dr. Maurício Jafar, o Conselho está aguardando juntada de documentos aos autos para avaliar qual procedimento será adotado.

O caso

A investigação começou após denúncia de uma paciente que foi chamada de gorda e ouviu que sua vida sexual era uma “merda”. Depois disso, diversas testemunhas foram ouvidas e o inquérito foi concluído. Quatro mulheres denunciaram os abusos, que vão desde frases de cunho sexual a toques no corpo. Entre as vítimas, colegas de trabalho do médico.

Leia Também

Candidatos a prefeito usam o sábado para carreatas e adesivagem em Campo Grande
Cidade Morena
Candidatos a prefeito usam o sábado para carreatas e adesivagem em Campo Grande
Trio de arrombadores de casas é descoberto pela PM e vítima lamenta: 'venderam tudo'
Polícia
Trio de arrombadores de casas é descoberto pela PM e vítima lamenta: 'venderam tudo'
Dudu, do Bifão da Coophasul, morre em Campo Grande
In Memoriam
Dudu, do Bifão da Coophasul, morre em Campo Grande
Sábado terá pancadas de chuva e máxima de 41°C em MS
Cidades
Sábado terá pancadas de chuva e máxima de 41°C em MS