Menu
sábado, 05 de dezembro de 2020
Polícia

Delegado afirma que 'tudo indica' que Exército metralhou carro de família por engano

De acordo com o Delegado Leonardo Salgado, a decisão correta a se tomar seria a prisão em flagrante

08 abril 2019 - 09h41Por Da redação/Meia Hora

O delegado Leonardo Salgado, da Delegacia de Homicídios (DH-Capital), disse que "tudo indica" que os militares do Exército fuzilaram o carro da família de Evaldo Rosa dos Santos, que acabou morto, ao confundir com um veículo de criminosos. Dentro do automóvel ainda estava a mulher e a filha da vítima, uma criança de 5 anos, que escaparam ilesos.

"Foram diversos disparos de arma de fogo efetuados e tudo indica que os militares realmente confundiram o veículo com um veículo de bandidos. Mas neste veículo estava uma família. Não foi encontrada nenhuma arma (no carro). Tudo que foi apurado era que realmente era uma família normal, de bem, que acabou sendo vítima dos militares", falou Salgado, em entrevista a TV Globo. 

Segundo o delegado, a decisão correta a se tomar seria a prisão em flagrante. "Fica muito difícil tomar uma decisão diferente desta, não vejo uma legítima defesa pela quantidade de tiros que foi. Os indícios apontam para uma prisão em flagrante", afirmou.

Leia Também

Idosa morre em acidente entre van e carro na BR-158
Interior
Idosa morre em acidente entre van e carro na BR-158
Parque do Lageado: mulher é morta com 19 facadas e suspeita é ex-marido
Polícia
Parque do Lageado: mulher é morta com 19 facadas e suspeita é ex-marido
Sábado amanhece chuvoso e previsão é de tempestade acompanhada de granizo em MS
Cidades
Sábado amanhece chuvoso e previsão é de tempestade acompanhada de granizo em MS
'Novo cangaço', que aterrorizou moradores em assaltos a bancos no Sul, já foi comum em MS
Polícia
'Novo cangaço', que aterrorizou moradores em assaltos a bancos no Sul, já foi comum em MS