TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quinta, 30 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Polícia

Ex-garçom é principal suspeito de matar dona de restaurante com oito facadas no pescoço

Nas redes sociais, o suspeito publicou que mudou para Campo Grande

13 julho 2020 - 12h22Por Dany Nascimento

Imagens extraídas do CPU encontrado dentro do carro de Liane Arruda, de 51 anos, que foi encontrada morta ontem (12), mostram um ex-garçom da Espeteria Darmanceff na cena do crime, o que o coloca na posição de principal suspeito do latrocínio.

De acordo com o site Capital do Pantanal, o carro da vítima foi abandonado pelos criminosos em rua do bairro Aeroporto, na região central de Corumbá, e o equipamento que armazena imagens das câmeras de segurança do local, foi esquecido no veículo pelos autores.

O ex-funcionário visto nas imagens com outros dois comparsas é conhecido pelo nome de Cebolinha, tem 32 anos e teria deixado o município. A polícia agora corre contra o tempo para localizar o assassino, que em sua atualização mais recente no Facebook, indica uma mudança de endereço para a Capital do Estado, no dia 13 de junho.

Liane era elogiada por funcionários.  Ela era proprietária da Espeteria Darmanceff, localizado na Rua Major Gama, região central de Corumbá. O crime aconteceu entre a noite de sábado (11) e a madrugada de domingo (12). A comerciante era bastante conhecida na cidade, mantinha bom relacionamento com funcionários e não havia relato de inimizades. 

Delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Dr. Willian Rodrigues, segue a linha de latrocínio, roubo seguido de morte, já que o cofre que a vítima mantinha dentro de seu quarto foi encontrado aberto e sem qualquer valor, dinheiro também foi levado da bolsa de Liane e da caixa registradora do restaurante. O assassino também levou o carro, modelo Fox de cor preta, que foi abandonado no final da rua América.

No carro, a perícia da polícia civil localizou sangue próximo a maçaneta da porta do motorista, garrafas de bebida alcóolica e cocaína. Liane foi amordaçada e morreu com oito perfurações no pescoço, sendo quatro de cada lado.