tce janeiro
Menu
quinta, 27 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Filha denuncia assédio sexual e pai espanca professor em escola (vídeo)

No relato, a jovem disse que o professor se aproximou e faria relações sexuais com a adolescente

07 dezembro 2021 - 17h33Por Vinicius Costa

Após a filha relatar que era assediada pelo professor em uma escola em Cosmópolis, no interior de São Paulo, o pai espancou o docente na sala de aula nesta semana.

O vídeo da agressão repercutiu nas redes sociais nesta terça-feira (7), após alunos divulgarem as imagens.

Na confusão, um segundo professor tentou apartar a briga, mas acabou agredido e caiu no chão.

Após a briga, os dois professores foram socorridos pelos médicos do Resgate e encaminhados para um hospital da região.

Para afiliada da TV Globo, o pai explicou que a filha, de 14 anos, contou que vinha sendo assediada pelo professor. No relato, a jovem disse que o professor se aproximou e que faria relações sexuais com a adolescente.

“Que se não fosse casado, transaria comigo. Eu fingi que não tinha ouvido, aí ele falou de novo", contou a menina.

De acordo com ela, esse não foi o primeiro assédio. “Não é a primeira vez que aconteceu isso, não foi só comigo, mas também com outras meninas. Não apenas de falar, mas passar a mão no cabelo, ficar apertando a nossa perna e tocar na nossa cintura… tendo uma intimidade que não existe entre professor e alunas”.

Dois boletins de ocorrência foram registrados na Delegacia de Cosmópolis. Um por lesão corporal e outro, assédio sexual. O caso é investigado pela Secretaria Estadual de Educação em parceria com a Polícia Civil.

 

Pai de aluna agride professor após filha relatar assédio sexual em escola estadual de Cosmópolis; veja vídeo O pai de uma aluna agrediu um professor de uma escola estadual, em Cosmópolis (SP), após a filha relatar ter sido assediada pelo docente. Outros alunos filmaram o momento da agressão e publicaram nas redes sociais. O caso está sendo apurado pela Secretaria Estadual de Educação e pela Polícia Civil. As imagens mostram as agressões do pai da aluna contra o professor, dentro da sala de aula da Escola Estadual Professora Lídia Onélia Kalil Aun Crepaldi. Um outro professor tenta interferir para separar a briga e acaba sendo agredido também, caindo no chão. O pai da aluna continua as agressões, com socos no docente acusado de assédio. Vídeo feito por outro aluno mostra o pai agredindo o docente na sala de aula. Estudante relatou não ter sido a primeira vez que sofreu assédio do professor, e nem ser a única vítima. Os dois professores foram socorridos por médicos do Resgate, ainda na escola, e depois atendidos em um hospital da cidade. Foram registrados dois boletins de ocorrência na Delegacia de Cosmópolis, um de lesão corporal e um de assédio sexual.Relato de assédio O pai da aluna diz que o motivo da agressão é que o professor, de 45 anos, assediou a filha, que tem 14 anos, na escola. Por telefone, a adolescente relatou à EPTV, afiliada TV Globo, o assédio. "Hoje, na nossa sala, a gente estava conversando, entre eu e as meninas e tinha um amigo meu no meio, e aí ele [professor] acabou falando assim, que se não tivesse casado, ele transaria comigo. E aí eu fingi que não tinha ouvido, ele falou de novo. Aí eu fiquei parada, assim, porque eu fiquei em choque, né?" Segundo ela, não foi a primeira vez que o assédio ocorreu e ela não é a única vítima do professor. "Não é a primeira vez que acontece isso, nem só comigo, mas também com outras meninas, não só da minha sala também. Não de, de ele falar isso, mas de passar a mão em cabelo, ficar apertando na nossa perna, e relar na nossa cintura... tendo uma intimidade que não existe entre ele e as alunas."

Posted by Montesaltos Admsouza on Tuesday, December 7, 2021