(67) 99826-0686

Flanelinha ameaça delegado para 'cuidar do carro' e vai preso em flagrante

Rapaz já respondia a um procedimento criminal por ter invadido uma loja e extorquir a proprietária

7 AGO 2019
Da redação/PCMS
10h47min
Foto: Reprodução/PCMS

A Polícia Civil de Água Clara autuou em flagrante, na tarde desta terça-feira (6), o autor de uma tentativa de extorsão. O autuado exigiu dinheiro para cuidar o veículo do delegado de Polícia local, ameaçando-o após a recusa. O flanelinha já respondia a procedimento criminal por ter invadido loja de comércio embriagado e exigido dinheiro da proprietária.

Por volta das 14h, o delegado-titular da cidade dirigia-se ao supermercado local, quando estacionou o veículo e foi abordado pelo flanelinha, que exigiu dinheiro para cuidar o carro, que estava no estacionamento particular. Ante a recusa do policial, o criminoso perseguiu-o e disse que "se não pagar vai vazar", em tom de voz alto, indo na direção do delegado em postura ameaçadora.

De imediato, o Delegado de Polícia reagiu à agressão e retornou, rendendo o indivíduo e encostando-o na parede para abordagem de rotina. Após a situação, o delegado solicitou à viatura que se deslocasse ao local para recolher o indivíduo ao cárcere, entretanto a equipe do Setor de Investigações estava em diligências apreendendo drogas e recolhendo diversos traficantes autuados em flagrante na operação NARCOS que se deflagrava no momento, não podendo fornecer apoio.

O Delegado de Polícia optou, então, por recolher individualmente o criminoso em seu veículo particular, levando-o à Delegacia. O fato foi presenciado por testemunhas e captado pelas câmeras de segurança. Diversos funcionários do estabelecimento alegam que o criminoso ameaçou inúmeros clientes do estabelecimento, inclusive uma senhora idosa, que certa vez reportou o fato, extremamente amedrontada, aos seguranças.

O Delegado de Polícia local já havia sido abordado por um destes indivíduos anteriormente, exigindo dinheiro para cuidar do veículo. Na situação passada, entretanto, não havia sido empregada grave ameaça. O autor afirma não saber se tratar de policial e alegou que tudo se tratava apenas de uma brincadeira. Ele foi detido e responderá por extorsão na forma tentada.

Veja também