TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
terça, 24 de maio de 2022 Campo Grande/MS
ASSEMBLEIA MAIO DE 2022
Polícia

Fronteira registra onda de homicídios em menos de 36 horas; são seis mortes já confirmadas

Em comum o fato de que todos os alvos são jovens com menos de 30 anos

28 agosto 2018 - 09h55Por Luis Abraham

Crescencio Nuñez Lopez, paraguaio, 27 anos, e o brasileiro Cesar Luís Cardoso, 28 anos, foram executados a tiros na tarde desta segunda-feira (27), próximo a cidade de Capitán Bado, fronteira com Coronel Sapucaia. A dupla foi morta por pistoleiros que efetuaram diversos disparos, possivelmente de pistola 9mm. A execução pode estar relacionada a outro caso de assassinato ocorrido na região.

O duplo homicídio aumenta o índice de execuções ocorridas durante o final de semana, o primeiro caso ocorreu na sexta-feira (24), por volta das 21h, Willian Rodrigo Esteche Mendoza, 28 anos, foi morto com 45 disparos de pistola 9mm. O jovem transitava pela a cerca de 100 metros da divisa entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã em um veiculo Kia Cerato, cor prata.

Na noite de domingo (26), por volta de 19h, populares encontraram o corpo de um homem identificado como Estevan Cardoso Blanco, 48 anos. A vítima foi morta a facadas a 65km da fronteira com Ponta Porã, ele se encontrava sem identificação e estava caído na beira da estrada, agentes da Divisão de Homicídios e da Policia Técnica encaminharam o cadáver ao IML (Instituto Médico Legal) de Pedro Juan Caballero, onde os familiares puderam identificar Estevan.

Também no domingo por volta de 21h, pistoleiros executaram a tiros o comerciante Cristian Ariel Godoy Lezcano, 24 anos, em Capitán Bado. A vítima se encontrava na companhia de amigos no bairro São Roque, os pistoleiros chegaram em uma moto de cor vermelha, o garupa desceu e realizou vários disparos de pistola 9mm. Cristian chegou a ser levado ao posto de saúde da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Já na madrugada de segunda feira (27), por volta de 01h, um homem identificado como, Juan Bautista Pereira, 23 anos, foi assassinado com diversos disparos de pistola 9mm em Pedro Juan Caballero. A vítima seguia pela Avenida Fernando de La Mora e nas proximidades da Rua Panchito López do Bairro Obrero, quando pistoleiros em um veículo Fiat Strada, de cor preta, alvejaram a vítima, que morreu na hora. 

Durante o ataque, o catador de latinhas Agustin Guanes Ocampos, 50 anos, foi atingido pelos disparos na altura da coxa e encaminhado ao Hospital Regional de Pedro Juan Caballero. Ele recebeu atendimento e não corre risco de morte.

Ainda na madrugada, por volta de 05h50, uma residência em Capitán Bado, foi alvejada por 30 disparos de pistola 9mm. Quatro indivíduos fortemente armados chegaram ao local em uma caminhonete Toyota Hilux de cor branca, no momento do atentado a residência se encontrava desabitada.

O morador, Toti Segovia, já havia deixado o local minutos antes, com um caminhão no qual carregou a mudança. As circunstâncias da situação levam os investigadores a acreditar que Toti teria sido ameaçado, razão pela que o fez se mudar repentinamente do lugar e escapar do ataque dos algozes.