Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Polícia

Gaúcha é presa com drogas em rodoviária de MS

Ela teria adquirido o entorpecente na fronteira de MS e levaria a droga até o RS, mas foi barrada e presa

19 maio 2019 - 16h25Por Anna Gomes

Querin Iane Santa Catarina, 20, moradora em Sapiranga (RS), foi presa na tarde de ontem (18), na Rodoviária Renato Lemes Soares, em Dourados, após ser identificada como proprietária de uma carga de maconha que teria sido adquirida em Ponta Porã.

Segundo o Dourados News, o cheiro da maconha levou populares a acionarem a Guarda Municipal. No local, os servidores encontraram a droga.

A dona não foi achada naquele momento, mas logo em seguida, durante as diligências, informações davam conta de que a mala seria de uma mulher loira vestida de preto.

Com essas características, os agentes chegaram até Querin, que estava em uma lanchonete na rodoviária. Questionada, inicialmente ela negou ser a dona das drogas, mas acabou confessando o crime.

Ainda de acordo com o site local, aos guardas, a jovem disse que seria garota de programa e teria ido da cidade onde mora até Guaíra (PR), onde conheceu um homem que a convidou para viajar até Ponta Porã. Na fronteira, a mulher teria então pegado a mala e se comprometido a levar até Sapiranga (RS).

Na delegacia, no momento de registro do flagrante, Querin optou por ficar calada, apenas disse que trabalha com venda de lingerie.

Leia Também

Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Política
Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Interior
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Cidade Morena
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá
Polícia
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá