Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Polícia

Guarda Municipal morto em acidente pediu para sair mais cedo do trabalho para ir à faculdade

Ele afirmou aos colegas que precisava resolver problemas em uma universidade da Capital

28 março 2019 - 09h08Por Dany Nascimento

O guarda municipal Everton Alves da Silva, 30 anos, morto após bater a motocicleta que pilotava contra uma árvore na manhã desta quinta-feira (28), teria pedido para sair mais cedo do trabalho para resolver problemas em uma universidade de Campo Grande.

De acordo como Boletim de Ocorrência, um colega de profissão da vítima, de 42 anos, afirmou aos policiais que Everton teria dito que precisava deixar o trabalho antes do horário para ir até a faculdade.

Ele pilotava uma motocicleta CB 300 de cor roxa, perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore na Avenida Gury Marques, próximo da Vila Concórdia. Conforme o registro policial, no local não havia marcas de frenagem do veículo. Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e do Corpo de Bombeiros foram até o local, mas a vítima já não apresentava sinais vitais.

Uma arma de fogo que era utilizada por Everton para desempenhar a função de Guarda Municipal Metropolitano foi encontrada, com sete munições. A motocicleta do rapaz foi entregue para o tio, assim como a mochila com roupas de trabalho.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.   

Leia Também

Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
Interior
Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
De 36 detentos, só dois foram recapturados após fuga em massa por causa da covid no PR
Geral
De 36 detentos, só dois foram recapturados após fuga em massa por causa da covid no PR
Com 836 óbitos no dia, total de brasileiros mortos na pandemia chega a 138 mil
Geral
Com 836 óbitos no dia, total de brasileiros mortos na pandemia chega a 138 mil
Quadro em branco: aula na rede municipal só online e retorno presencial segue indefinido
Cidade Morena
Quadro em branco: aula na rede municipal só online e retorno presencial segue indefinido