Menu
quinta, 01 de outubro de 2020
Polícia

"Guardanapo" disparou cinco vezes contra equipe, afirma PM

A vítima supostamente carregava 1,2kg de cocaína

08 maio 2019 - 12h52Por Da redação/JP News

A arma encontrada com Felipe Francisco Ribeiro, de 19 anos - conhecido nos meios policiais como Guardanapo -, um revólver calibre 22, tinha cinco munições deflagradas, porém não disparadas, além de outras duas intactas. Segundo a versão apresentada pelos policiais militares na ocorrência da morte do suspeito, às 19h de terça-feira (7), ele tentou atirar por duas vezes contra a equipe da Força Tática, em resistência a abordagem, em frente a uma casa abandonada na Rua Irmãos Cameschi, no bairro Parque São Carlos, transição de bairros Planalto e Carioca.

Ainda segundo os militares, com o suspeito foi encontrado 1,2kg de cocaína. Tanto a arma, quanto a droga, foram apreendidas e levadas para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário e registradas pelo delegado plantonista, Ailton Pereira. O caso foi registrado como porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e homicídio (se praticado contra autoridade policial). O depoimento dos militares aponta que Felipe Francisco Ribeiro, também conhecido como Felipe Oliveira e Guardanapo teria sido denunciado anonimamente.

Ele estaria em frente à casa abandonada com uma bolsa nas mãos, ao ver a equipe da Força Tática, teria jogado objeto e se escondido. Guardanapo teria se recusado a obedecer os policiais e apontado a arma apertando o gatilho algumas vezes. Os militares revidaram com disparos. O suspeito pulou o muro de outra residência e teria mirado o revolver novamente para a equipe, mas a munição também falhou.

Desta vez, no revide, Felipe foi alvejado e caiu. A arma apreendida tinha duas munições intactas e cinco percutidas, mas não deflagradas. A droga, em três porções, estaria na bolsa. Ainda segundo os militares, pessoas teriam iniciado um tumulto e questionaram se os policiais por não socorrer Felipe, que agonizava. O ferido foi colocado em uma viatura da PM e levado para o Hospital Auxiliadora, aonde chegou sem vida. Ainda na Depac, foi registrada ocorrência para apurar homicídio em decorrência de oposição à intervenção policial.

Leia Também

Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
Interior
Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Política
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Interior
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil
Geral
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil