TJMS AGOSTO 2022
Expo VIP Beleza
Menu
terça, 09 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
Polícia

Homem agride esposa e sogra idosa; o suspeito ameaçou matar as vítimas com facão

As agressões começaram dentro de casa e só terminaram na rua com a chegada da PM

21 abril 2019 - 16h30Por Anna Gomes

Um homem de 30 anos, atacou a esposa, de 36, e a sogra, de 61 anos, com golpes usando uma garrafa térmica, além de socos e chutes que deixaram ambas muito feridas. Ele teria ainda, ameaçado às vítimas e a filha do casal, com um facão. A mulher precisou ser internada no Hospital Auxiliadora devido aos ferimentos na cabeça. A idosa teve ferimento no braço. A Polícia Militar foi chamada por testemunhas, neste sábado (20), em Três Lagoas, município distante aproximadamente 330 quilômetros de Campo Grande.

Segundo o JP News, o agressor teria chegado na casa ‘cantando’ pneus do carro na garagem. Foi para o quarto da criança de 3 anos com intenção de acordá-la para brincar. A esposa teria impedido o suspeito que ficou irritado. O marido perguntou se a esposa achava que ele era louco e foi para o quarto da sogra, acordando a idosa e repetindo a pergunta. Ainda segundo o site local, percebendo o estado de embriaguez do marido, a mulher teria tentado sair de casa com a mãe e a filha, mas foram impedidas.

A polícia informou que o agressor desferiu vários golpes na cabeça da vítima com uma garrafa térmica. A mulher atirou um pedaço de tijolo na cabeça do marido que continuou a agredi-la com socos do rosto.

A sogra teria tentado defender a filha e foi atingida no braço por um golpe com a garrafa. As vítimas conseguiram fugir, mas continuaram a ser agredidas na rua. Ao ouvir os gritos, vizinhos chamaram a Polícia Militar.

A idosa teria acertado o agressor nas costas com uma barra de ferro, até que ele soltasse os cabelos da esposa. O marido pegou um facão e ameaçou matar as vítimas e ao ver a aproximação de uma viatura da Polícia Militar, largou o facão no chão, pulou o muro da casa e fugiu.

A esposa ficou ferida na cabeça, pescoço e braços e, durante o depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) passou mal e precisou ser internada no Hospital Auxiliadora. O investigador precisou se deslocar até o estabelecimento médico, mas não foi possível concluir a versão da vítima.

Segundo a polícia, a idosa está cuidando da filha do casal. Até o fechamento desta matéria o agressor permanecia foragido.