Menu
terça, 07 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Polícia

Homem é multado em R$ 200 mil por armazenamento irregular de agrotóxicos

O infrator ainda utilizava parte do agrotóxico que estava todo vencido há muito tempo

01 setembro 2018 - 12h45Por Redação

Policiais militares ambientais de Costa Rica realizaram fiscalização no município de Figueirão, a 285 km de Campo Grande, e autuaram um arrendatário de uma fazenda, por disposição inadequada de embalagens vazias e de agrotóxicos.

A PMA flagrou na propriedade vários galões de produtos tóxicos abandonados a céu aberto, além de galões vazios de agrotóxicos e embalagens plásticas de várias marcas espalhados em uma mata e pastagem pela propriedade, contrariando as normas técnicas e a legislação ambiental, bem como a bula dos próprios produtos.

O infrator ainda utilizava parte do agrotóxico que estava todo vencido há muito tempo e havia queimado parte das embalagens. As embalagens e o agrotóxico expostos colocavam em risco o ambiente, à fauna silvestre e doméstica. O material foi aprendido.

A PMA localizou o arrendatário da fazenda, que é produtor rural, na cidade de Costa Rica, onde reside. Ele acompanhou os peritos criminais na vistoria do crime ambiental.

O infrator foi conduzido à delegacia de Figueirão, onde foi autuado e responderá por crime ambiental, previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/1998 de: produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos. Se condenado, poderá pegar pena de um a quatro anos de reclusão.

O produtor rural também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 200 mil.