TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Polícia

Jerson Domingos tem prisão decretada, mas Polícia não encontra ex-deputado

Jerson é cunhado de Jamil Name, apontado como chefe da organização criminosa acusada de assassinatos em MS

18 junho 2020 - 10h24Por Vinícius Squinelo

O ex-deputado e atual conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul Jerson Domingos está sendo, neste momento, procurado pela Polícia de Mato Grosso do Sul. Ele teve prisão preventiva decretada no âmbito da 3ª fase da operação Omertà, que desmantelou associação que promoveu assassinatos em todo Estado.

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) chegou a ir à casa do conselheiro, mas não encontrou Jerson. Ele chegou a ser detido na 2ª fase da operação, mas por posse ilegal de arma de fogo. Também, à época, prestou depoimento.

Jerson é cunhado de Jamil Name, apontado como chefe da organização criminosa acusada de assassinatos em MS. “De governador a picolezeiro”, a quadrilha prometia botar fogo no Estado, conforme falas do filho de Jamil, conhecido como Jamilzinho.

Nesta terceira fase, até um delegado de polícia, Márcio Obara, foi preso, acusado de receber suborno da organização criminosa.

Na fronteira, o alvo foi Fahd Jamil Georges, que não foi encontrado.