Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Polícia

Laudo inicial da perícia aponta asfixia como causa da morte de homem negro espancado em supermercado

Corpo foi liberado na tarde desta sexta-feira (20); laudo final deve ser concluído nos próximos dias. João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi morto em uma unidade do Carrefour nesta quinta-feira (19). PM e segurança estão presos preventivamente

21 novembro 2020 - 07h36Por Willian Leite

As análises iniciais do Instituto Geral de Perícias do RS (IGP-RS) apontaram para apossibilidade de asfixia como causa da morte do homem negro espancado nesta quinta-feira (19) em uma unidade do Carrefour em Porto Alegre.

Segundo o G1,  o IGP, estão previstos outros exames laboratoriais, e os laudos definitivos devem ser concluídos nos próximos dias. O corpo foi levado aos Departamentos de Criminalística e Médico-legal ainda na noite desta quinta. A liberação ocorreu na tarde desta sexta-feira (20).

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado e morto por dois seguranças brancos na véspera do Dia da Consciência Negra. As agressões e a imobilização duraram mais de cinco minutos.

Ele fazia compras com a esposa quando teria ocorrido um desentendimento com uma funcionária do local. Ela chamou a segurança, que levou João Alberto para o estacionamento, onde ocorreram as agressões.

Os dois agressores – o policial militar Giovane Gaspar da Silva, de 24 anos, e o segurança Magno Braz Borges, de 30 – foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada na tarde desta sexta.

Leia Também

Esfaqueado em fazenda é levado em estado grave para hospital
Interior
Esfaqueado em fazenda é levado em estado grave para hospital
Menina que levou tiro de fuzil no rosto terá alta médica nesta semana
Interior
Menina que levou tiro de fuzil no rosto terá alta médica nesta semana
Idosa assassinada pelo marido foi encontrada ao lado de bíblia
Polícia
Idosa assassinada pelo marido foi encontrada ao lado de bíblia
Corpo de jovem é encontrado no rio Aquidauana
Interior
Corpo de jovem é encontrado no rio Aquidauana