TJMS - novembro
tce novembro
Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
Polícia

Mãe de estudante baleado pelo pai na rua das Garças teme pela vida: 'falou que ia me pegar'

Mulher foi à Depac Centro pedir proteção e saber das investigações

24 junho 2019 - 07h00Por Thiago de Souza

Alessandra Ferreira, 44 anos, mãe do estudante Endreo Lincoln Ferreira da Cunha, 28 anos, revelou ao TopMídiaNews diversas ameaças feitas pelo ex-marido, Eder Lincoln Gonçalves da Cunha, 54 anos. Ele baleou o filho na tarde deste sábado (22), em Campo Grande, e ela teme que, solto, possa atentar contra a vida dela. 

A mulher, ainda muito abalada por conta do crime e pelas ameaças, esclareceu que o filho é estudante e que teve uma internação psiquiátrica forjada pelo pai. O motivo da briga entre os dois é que o suspeito teria usado o documento do filho para fazer dívidas e, desde então, Endreo sofre abalo psicológico. 

Na tarde deste domingo (23), a mãe de Endreo foi até a Depac Centro pegar informações sobre a investigação e revelar as ameaças que o ex-marido lhe fazia. 

''Ele falou que ia me pegar. Quando ele saiu da sala do médico [ocasião que Endreo foi internado] me ameaçou e ameaçou o Endreo''. Ela completa que foi à polícia pedir proteção, já que o suspeito tem apoio de seguranças, que inclusive o teriam ajudado na fuga. 

''Ele nos ameaçou todos os dias'', desabafa a mãe.  

Ainda em relação à internação do filho, ocorrida dia 2 de junho, Alessandra disse que vai cobrar explicações sobre a legalidade do ato e afirma que, na hora de Endreo ser levado, o pai dele estava junto e armado. O filho saiu da clínica psiquiátrica dia 5 de junho. 

Sobre o paradeiro do ex-marido, Alessandra diz não fazer ideia de onde ela possa estar, apenas que sente medo. 
Ferreira diz ainda que o filho não fugiu da Santa Casa, para onde foi levado após levar um tiro no tórax de Eder. 

"Estava demorando muito. Tinha muita gente, muitos baleados. Pedimos alta e o médico não deu. Por isso saímos e fomos para outro hospital’’, esclarece Alessandra.