Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Polícia

Mãe e filha da 'família do terror' não pagam fiança e seguem presas por morte de idoso

José Leonel Ferreira foi morto e enterrado nos fundos de casa, na Vila Nasser

08 maio 2020 - 19h23Por Thiago de Souza

Roselaine Tavares Gonçalves, 40 e a filha, Yasmin Natasha Gonçalves Carvalho, 19, ainda não pagaram a fiança de R$ 20.780, cada, e por isso seguem presas por envolvimento no assassinato de José Leonel Ferreira, 61 anos, no dia 30 de abril, na Vila Nasser, em Campo Grande. 

A princípio elas são acusadas de ocultação e destruição de cadáver, mas como a pena para esses crimes é menor que quatro anos de reclusão, ambas têm direito à fiança. O principal suspeito pelo assassinato, Cleber de Souza Carvalho, 43, está desaparecido. 

Roselaine também foi presa por ocultação de cadáver. (Foto: Repórter Top)

O crime

Conforme a Delegacia de Homicídios, Cléber, Roselaine e Yasmim – pai, mãe e filha, respectivamente, queriam alugar um cômodo na casa de Leonel. No entanto, Cléber, que foi que negociou com o dono da casa, desistiu do negócio por achar o valor da locação alto demais. 

Dias depois da tratativa, Cleber e Yasmim foram até a casa do idoso, sendo que o homem acertou um objeto na cabeça da vítima. Em seguida, Leonel foi atingido por mais golpes e morreu. 

Pai e filha o arrastaram até o fundo da casa e o enterraram, sendo Rosângela conhecedora do crime. A família então se mudou para a casa de Leonel, no sábado, 2, dizendo que a vítima havia viajado e que alugaram a residência. 

No entanto, vizinhos e familiares desconfiaram da versão dos suspeitos e do sumiço da vítima e acionaram a Polícia Civil. Após diligências, a polícia descobriu o cadáver, que estava enterrado e com cal para disfarçar o mal cheiro. 

 

Leia Também

'Tem gente que é expert em tentar destruir o governo', diz Eduardo
Geral
'Tem gente que é expert em tentar destruir o governo', diz Eduardo
Administradores de MS votam dia 28 para escolher conselheiros regionais e federais
Geral
Administradores de MS votam dia 28 para escolher conselheiros regionais e federais
Morto por advogado no trânsito, PM já foi preso por 'matar serviço' e dirigir para app
Cidade Morena
Morto por advogado no trânsito, PM já foi preso por 'matar serviço' e dirigir para app
Mulher é multada em R$ 10 mil por tráfico de filhotes de papagaio
Polícia
Mulher é multada em R$ 10 mil por tráfico de filhotes de papagaio