Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Polícia

Mulher tem nariz arrancado com canivete pelo marido

Ela afirma que estava acostumada a apanhar, mas não imaginava que o marido fosse tão longe

07 agosto 2020 - 07h46Por Dany Nascimento

Após viver dez semanas de agonia, a afegã Zarka voltou a ter um novo nariz. Ela foi agredida pelo marido com um canivete e teve o nariz arrancado.

Segundo o G1, a violência doméstica contra as mulheres é comum no Afeganistão. Uma pesquisa nacional citada pelo Fundo de População das Nações Unidas descobriu que 87% das mulheres afegãs sofreram pelo menos uma forma de violência física, sexual ou psicológica durante a vida.

Existem casos de mulheres que foram atacadas com ácido ou com facas. Zarka tem 28 anos e estava casada há dez anos. Ela estava acostumada a apanhar, mas não esperava que ele fosse tão longe.

"Ele estava me dizendo que eu era uma pessoa imoral", diz ela. "Eu disse a ele que isso não é verdade."

Ela passou por uma operação de três horas para ter o nariz de volta.

Leia Também

Fazenda em Corumbá virá refúgio de onças feridas do Pantanal
Cidades
Fazenda em Corumbá virá refúgio de onças feridas do Pantanal
Cantora Joelma revela que está tratando sequelas da covid-19
CORONAVÍRUS
Cantora Joelma revela que está tratando sequelas da covid-19
Comerciante morre em acidente após bater carro em árvore na MS-276
Interior
Comerciante morre em acidente após bater carro em árvore na MS-276
Juíza derruba Trutis e coloca Siqueira como candidato
Política
Juíza derruba Trutis e coloca Siqueira como candidato