Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Polícia

OMISSÃO: Pitbull mata vira-lata e dono dispara: ‘não posso fazer nada, é um cachorro’

Xodó da família, cadelinha morta tinha apenas três patas e foi atacada em campinho cheio de crianças

27 fevereiro 2019 - 07h00Por Anna Gomes

A dona de casa Anita Alves de Oliveira, 50 anos, viu sua cachorrinha, a pequena ‘Luzia’, ser morta por um Pitbull, na tarde desta segunda-feira (25), no Bairro Paulo Coelho Machado, em Campo Grande.

Anita relata que era dona de Luzia há três anos. Sem uma perninha, a cadelinha de porte pequeno andava com dificuldade. A dona de casa também explica que ficou revoltada principalmente com a atitude do dono do Pitbull, que em momento algum tentou barrar o animal e apenas disse: ‘não posso fazer nada, é apenas um cachorro’.

A mulher conta que seu filho ficou cadeirante após sofrer um grave acidente. Na tarde de ontem, ao abrir o portão para o rapaz, Luiza acabou escapando do imóvel indo em direção a um campo de futebol em frente à residência de Anita.

O dono do Pitbull estava passeando com o cão, que ao ver a cachorrinha escapou e a matou. “No campo tinha várias crianças brincando e o Pitbull não estava com focinheira. Desta vez foi a minha cadelinha, mas e se ele tivesse atacado alguma pessoa? O dono ainda fez pouco caso do meu cachorro, como se ele não tivesse valor sentimental algum”, disse a dona de casa revoltada com a situação.

A mulher chegou a acionar a Polícia Militar, que foi ao local, mas segundo a dona de Luzia, os policiais relataram que não poderia fazer nada, pois tudo não passava de uma ‘fatalidade’.

Leia Também

Johnson anuncia testes de fase 3 de candidata a vacina para covid-19
CORONAVÍRUS
Johnson anuncia testes de fase 3 de candidata a vacina para covid-19
Câmara aprova CNH com validade de 10 anos
Política
Câmara aprova CNH com validade de 10 anos
Justiça não consegue intimar Flordelis; deputada não estava em casa
Polícia
Justiça não consegue intimar Flordelis; deputada não estava em casa
Mulher aceita conversar com ex-marido sobre divisão de bens e acaba assassinada a tiros
Polícia
Mulher aceita conversar com ex-marido sobre divisão de bens e acaba assassinada a tiros