TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Polícia

Pai de Miguel quer acreditar que o filho está vivo e viajando

Ele fala do garoto que caiu do nono andar de um prédio em Recife, como se estivesse vivo; família está destroçada

08 junho 2020 - 10h17Por Rayani Santa Cruz

O agricultor Paulo Inocêncio, pai de Miguel Otávio de Santana, de 5 anos, que morreu ao cair de um prédio de luxo no Recife, na terça-feira (2), não quer acreditar que o garoto está morto. “Eu nunca ia pensar que Miguel morreu, não. Senão eu não vivo mais não. Miguel tá vivo, tá viajando. Nunca diga que ele morreu. Pra mim, não”, disse.

Conforme o G1,a criança ocupava um lugar central na família. Para Paulo, era um parceiro. Para a empregada doméstica Mirtes Santana, a mãe, Miguel era um super-herói.

A mãe e o pai de Miguel estão separados há três anos e, por isso, o menino seguia a cada 15 dias para o sítio em que o pai vive, no interior de Pernambuco. “Ele tem um bezerrinho, tem criação de galinhas. Eu não tenho nada, não. A casa é dele. É tudo dele, do meu filho”, afirmou.

De acordo com a perícia, Miguel escalou a parede, pulou a janela e acessou a área destinada às condensadoras de ar-condicionado. O menino subiu na grade de proteção e os peritos acreditam que, com o peso dele, uma das hastes se quebrou. Miguel, então, teria se desequilibrado e caído de uma altura de 35 metros.

“A partir do momento que ela deixa meu filho só, ela sabia o risco”, diz a mãe. “Podia ter puxado a mão dele, derrubado ele no chão. Podia ter tirado ele dali”, afirma Paulo, pai da criança.

“Eu dei seis anos da minha vida para os filhos dela. Ela não conseguiu dar dez minutos a meu neto”, disse Marta Santana, avó de Miguel.

Sari Côrte Real vai responder em liberdade por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “Apenas um vídeo está sendo divulgado. Existem vários outros vídeos de várias outras situações do menino Miguel entrando e saindo do elevador. Ela acompanhou ele todas as vezes e conseguiu retirá-lo”, disse o advogado de defesa de Sari, Pedro Avelino.

Sari divulgou uma carta em que pede perdão a Mirtes e diz que a Justiça vai esclarecer a verdade.