Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Polícia

Pai e filhos são condenados a mais de 80 anos de prisão pela morte de mãe e filho em MS

Por vingança após acidente de trânsito, vítimas foram mortas com golpes de barra de ferro e disparos de arma de fogo

20 maio 2019 - 18h32Por MPMS

Foram condenados pelo crime de homicídio qualificado, os réus Nivaldo Pereira dos Santos e seus dois filhos, Guilherme da Silva dos Santos e Anderson Silva dos Santos, por assassinar Damiana da Costa Ferreira da Silva e Marcelo Ferreira da Silva, mãe mãe e filho. O julgamento foi realizado nesta última sexta-feira (17), no Tribunal do Júri de Brasilândia, a 358 km de Campo Grande.

Em meados do ano de 2014, a vítima Marcelo Ferreira da Silva havia se envolvido em um acidente automobilístico junto com Anderson Silva dos Santos. Após esse fato, Marcelo começou a ser ameaçado de morte, e os réus afirmavam que se vingariam da fatalidade.

Passado um tempo, Nivaldo, Guilherme e Anderson foram até a residência das vítimas em um carro Fiat Uno e, ao chegarem ao local, Nivaldo desceu do carro com pedaço de ferro nas mãos e passou a desferir golpes contra Damiana, que caiu no chão.

O filho, Marcelo, ao perceber que sua mãe estava sendo agredida, saiu da residência para defendê-la, momento em que Anderson disparou vários tiros de arma de fogo contra ele, atingindo-o em várias partes do corpo. Não o bastante, efetuou disparos também contra a sua mãe, que já se encontrava caída no chão devido às agressões sofridas, o que lhe atingiu a cabeça.

Em plenário, o Ministério Público de Mato Grosso do Sul, representado pelo Promotor de Justiça Moisés Casarotto, pugnou pela condenação dos réus pelo crime de homicídio qualificado, causado por motivo fútil e com recurso que dificultou a defesa das vítimas.

Já a defesa sustentou as teses de legítima defesa; ter praticado sob o domínio de violenta emoção após injusta provocação das vítimas, e pediu o afastamento das qualificadoras.

O Conselho de Sentença, por maioria de votos declarados, reconheceu a materialidade, a letalidade e a autoria do crime, não absolveu os acusados e manteve as qualificadoras do motivo fútil e do recurso que dificultou a defesa da vítima, de acordo com a acusação do Ministério Público Estadual.

Diante da decisão do Conselho de Sentença, o Juiz condenou Nivaldo Pereira dos Santos a 28 anos de reclusão e 3 meses de detenção. O réu Guilherme da Silva dos Santos também foi condenado a 28 anos de reclusão e 3 meses de detenção e; Anderson Silva dos Santos, condenado a 24 anos de reclusão.

Leia Também

Aos 19 anos, jovem enviou mensagens aos amigos minutos de morrer de covid
CORONAVÍRUS
Aos 19 anos, jovem enviou mensagens aos amigos minutos de morrer de covid
Dono de fazenda e réu por corrupção é investigado por incêndios no Pantanal
Geral
Dono de fazenda e réu por corrupção é investigado por incêndios no Pantanal
Homem é morto a tiros em conveniência do Zé Pereira
Polícia
Homem é morto a tiros em conveniência do Zé Pereira
Mulher retirada do lixão por atriz brasileira virou dona de bufê
Geral
Mulher retirada do lixão por atriz brasileira virou dona de bufê