Menu
Busca segunda, 20 de janeiro de 2020
Polícia

Polícia prende mais um acusado da execução de Érica em Três Lagoas

O corpo da jovem foi encontrado com quase quarenta perfurações de faca

25 setembro 2019 - 16h02Por Da redação/Hoje Mais

Um homem de 35 anos identificado como A.F.S. conhecido por “Gordo” foi preso em uma nova fase das investigações do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil sobre o tribunal do crime ocorrido no começo de setembro. A jovem Érica Rodrigues Ribeiro, de 29 anos, teve o corpo encontrado na região da Cascalheira em Três Lagoas com quase 40 perfurações de faca.

De acordo com o SIG, o veículo Chevrolet Vectra, de cor branca, utilizado para sequestrar a vítima também foi localizado e apreendido. ‘Gordo’ identificado como a quinta pessoa envolvida no crime, teve a prisão temporária representada pela Polícia Civil.

Ainda conforme a polícia, a execução da vítima está sendo investigado como homicídio qualificado e sequestro. Outras três pessoas envolvidas no assassinato, já se encontram presas e também tiveram as respectivas prisões temporárias decretadas pela 1ª Vara Criminal.

Uma mulher identificada pelas iniciais, S.F.S., de 31 anos, e outros dois jovens, L.P. dos A., de 22 anos, e D.A.A., de 25 anos. O inquérito policial tramitará junto ao 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, e diligencias prosseguem no sentido de identificar outros envolvidos, bem como esclarecer a motivação, informou o SIG.

O crime

De acordo com o SIG, a equipe foi acionada pela Polícia Militar após ser encontrado o cadáver na região da Cascalheira nas proximidades do Rio Sucuriú em Três Lagoas. No local, foi constatado que se tratava do corpo de uma mulher que apresentava diversas perfurações provocadas por arma branca.

Conforme a polícia, testemunhas relataram que na noite do dia 2 de setembro, quatro pessoas; dois homens e duas mulheres foram na residência da vítima com um veículo Vectra, de cor branca.

Após conversarem com Érica, uma das mulheres pediu um copo de água, e no momento em que a mãe foi para dentro da casa, agarraram a vítima e colocaram a força dentro do carro. A mãe da jovem tentou intervir e foi ameaçada de morte. Ela  teve o corpo sepultado em 4 de setembro.