TCE SETEMBRO
Menu
sexta, 24 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

PRF reavalia causas de acidente e diz que suicídio é uma das opções

A PRF ainda reforçou que a responsabilidade do acidente seria do causador do condutor do veículo EcoSport, que invadiu a pista de mão contrária

21 janeiro 2019 - 16h36Por Nathalia Pelzl

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou uma nota à imprensa dizendo ser precipitada a informação de que o condutor do veículo Ford Ecosport, Edmar Fernandes Caires, 38 anos, que se envolveu em um acidente com mais dois veículos na tarde de ontem (20), na BR-262, em Anastácio, teria provocado o acidente contra o Honda CR-V, e que atingiu um VW Gol.

“O que podemos afirmar agora é que não se pode descartar as hipóteses de sonolência, mal súbito e a mais provável, de suicídio como motivador da invasão de pista por parte do condutor do veículo Ecosport”, reforçou nota enviada à imprensa, retificando a mensagem anterior.

Além do condutor do Ford Ecosport, a passageira Janice Francisco Antônio, 34 anos, e o condutor do Hond CR-V, Ivaldo Cristian Figueiras Santos, 39 anos, morreram com a colisão frontal, que envolveu ainda um terceiro veículo, um VW Gol.

O primeiro comunicado feito pela PRF indicava que o depoimento do sobrevivente teria afirmado que Edmar chocou o veículo intencionalmente contra o Honda CR-V, no entanto, a mesma se negou a prestar essa mesma declaração por escrito.

A PRF ainda reforçou que a reponsabilidade do acidente seria do causador do condutor do veículo EcoSport, que invadiu a pista de mão contrária e causou o acidente e, por consequência, as mortes e ferimentos nos demais envolvidos.