Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

Racismo: mulher é barrada em condomínio de luxo e obrigada a usar elevador de serviço

Após humilhações, mulher desistiu de entregar panetones no local

10 dezembro 2018 - 13h10Por Rodson Willyams

Uma mulher negra de 56 anos foi impedida de usar o elevador social de um condomínio de luxo localizado no centro de Campo Grande. Ela iria entregar panetones para uma moradora quando foi barrada pelo zelador.

O caso aconteceu no dia 5 de dezembro, por volta das 15 horas, no condomínio Algarve, localizado na Rua 15 de novembro, região central da cidade.

Segundo informações do registro policial, a mulher iria entregar panetones para a irmã de sua patroa. Ao chegar no endereço, a dona do imóvel autorizou a entrada da visitante. No entanto, ao se dirigir ao elevador social, o zelador a teria barrado e impedido de subir.

O homem teria agido de forma grosseira e mandado que usasse o de serviço, a acompanhando até ao local. Ao chegar, a mulher ainda ficou por 10 minutos esperando e, quando o elevador veio, estava com móveis de uma mudança. A partir daí, ela desistiu e foi embora. A dona do apartamento pediu desculpas pelo ocorrido.

Na delegacia, a mulher ainda disse que sempre que ia ao prédio usava o social, mas teria isso dito ao zelador, que imediatamente a mandou a não fazer mais assim. O caso foi registrado da Depac Centro como impedimento de acesso às entradas sociais de edifícios públicos ou residenciais. O caso será investigado. 

A reportagem tentou contato com a administração do condomínio por telefone, mas ninguém quis conversar com a imprensa.