Menu
Busca segunda, 21 de outubro de 2019
Top Ms
Polícia

Rapaz baleado pelo pai volta a ser internado em Campo Grande

Ele permanece com a bala alojada no tórax

26 junho 2019 - 14h03Por Dany Nascimento

A mãe do empresário Endreo Lincoln Ferreira da Cunha, 28 anos, que foi baleado pelo pai no último sábado (22), em Campo Grande, Alessandra Ferreira, 44 anos, disse ao TopMídiaNews que o filho passou mal e voltou a ser internado. De acordo com a genitora, Endreo, que está com uma bala alojada no tórax, passou mal e permanece sob cuidados médicos no Proncor.

Ele foi baleado pelo pai, identificado como Eder Lincoln Gonçalves da Cunha, 54 anos, após tentar adentrar no imóvel da família, que fica na Rua das Garças, no centro de Campo Grande. No dia do ocorrido, Endreo teria recebido os primeiros atendimentos na Santa Casa de Campo Grande, porém, de acordo com a assessoria de imprensa do local, mesmo sob orientação médica, a vítima deixou o hospital, acompanhado dos familiares.

O TopMídiaNews entrou em contato com o Proncor, que recusou conceder informações sobre o estado de saúde do rapaz alvejado pelo pai.

O crime

Conforme informações do boletim de ocorrência, registrado na Depac Centro, vítima e o pai, Eder Lincoln Gonçalves da Cunha, que também é empresário, tinham relacionamento conturbado. O empresário disse à Polícia Militar que era dono da residência, mas que era impedido de entrar no local pelo pai, de 54 anos. Ele então subiu no muro do prédio, atravessou uma marquise e conseguiu entrar no imóvel.

Ainda de acordo com o registro policial, a Endreo entrou pelo corredor lateral, momento em que o pai abriu a porta da cozinha, que dá acesso ao corredor e armado com um revólver calibre 38 atirou no filho. Eder trancou a porta, pegou uma caminhonete Hilux e fugiu.

Uma testemunha, que trabalha na recepção da empresa, confirmou a versão da vítima e disse que antes da confusão, o atirador havia pedido a ela que chamasse a polícia. Ela destacou, no entanto, que não percebeu que o pai tinha fugido.

A Polícia Civil foi acionada e no local encontrou muitas marcas de sangue, uma camiseta com uma marca de tiro, a carteira e o celular do suspeito.