Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Polícia

Rapazes acusados de estupro e corrupção de estudantes podem ser soltos hoje

Elas também consumiram drogas com os rapazes; meninas de 11 e de 14 anos haviam saído da escola, pai diz que possível liberação é absurda

29 abril 2019 - 08h01Por Da redação/JP News

Adriano Augusto Castro dos Santos, de 19 anos, Matheus Gomes Novaes e Estevam Oezio Ribeiro Nascimento, de 18, presos na manhã de sábado passado, por suspeita de estuprar três estudantes, de 11 e de 14 anos, devem passar por audiência de custódia, na 2ª Vara Judicial de Três Lagoas, nesta segunda-feira (29).

O procedimento é comum, mesmo em casos de estupro e de corrupção de menores, ou flagrante. Os três podem ser liberados para responder a inquérito ou serem enviados ao presídio da cidade. Eles estão numa cela do 1º Distrito Policial desde a prisão, em uma casa do bairro Jardim Ipacaraí, zona Oeste da cidade.

O pai menina mais nova disse se sentir "revoltado" com a possibilidade de libertação dos acusados. "Como é que pode isso? Os caras cometem um crime assim, e ainda pode ser soltos? Minha filha tem só 11 anos! E está provado que eles levaram as meninas para a casa", afirmou.

A Polícia Militar descobriu os crimes quando tentava encontrar uma das meninas - a mais nova -, dada como desaparecida. Na casa também haveria porções de maconha, bebidas alcoólicas e preservativos sexuais usados, segundo a Polícia Militar.

As três revelaram terem feito sexo com os presos - a mais nova disse aos PMs que perdeu a virgindade poucas horas antes. A entrada da polícia na casa ocorreu por meio de um imóvel vizinho porque os suspeitos se negaram a abrir a porta.

O Conselho Tutelar e os pais das menores foram avisados. O caso foi registrado na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e deve ser encaminhado ao Ministério Público após depoimentos de todos os envolvidos. As adolescentes irão passar por exames médicos.

Leia Também

Pitbulls atacam carneiros em propriedade rural
Interior
Pitbulls atacam carneiros em propriedade rural
Pastor Mauro Clementino perde batalha e morre vítima de covid-19 em Campo Grande
In Memoriam
Pastor Mauro Clementino perde batalha e morre vítima de covid-19 em Campo Grande
Justiça marca júri de acusado de matar professora com 36 facadas
Polícia
Justiça marca júri de acusado de matar professora com 36 facadas
Exemplo: Mulher desce do carro, agasalha morador de rua na chuva e comove a todos
Geral
Exemplo: Mulher desce do carro, agasalha morador de rua na chuva e comove a todos