Menu
segunda, 14 de junho de 2021
Polícia

Rapazes acusados de estupro e corrupção de estudantes podem ser soltos hoje

Elas também consumiram drogas com os rapazes; meninas de 11 e de 14 anos haviam saído da escola, pai diz que possível liberação é absurda

29 abril 2019 - 08h01Por Da redação/JP News

Adriano Augusto Castro dos Santos, de 19 anos, Matheus Gomes Novaes e Estevam Oezio Ribeiro Nascimento, de 18, presos na manhã de sábado passado, por suspeita de estuprar três estudantes, de 11 e de 14 anos, devem passar por audiência de custódia, na 2ª Vara Judicial de Três Lagoas, nesta segunda-feira (29).

O procedimento é comum, mesmo em casos de estupro e de corrupção de menores, ou flagrante. Os três podem ser liberados para responder a inquérito ou serem enviados ao presídio da cidade. Eles estão numa cela do 1º Distrito Policial desde a prisão, em uma casa do bairro Jardim Ipacaraí, zona Oeste da cidade.

O pai menina mais nova disse se sentir "revoltado" com a possibilidade de libertação dos acusados. "Como é que pode isso? Os caras cometem um crime assim, e ainda pode ser soltos? Minha filha tem só 11 anos! E está provado que eles levaram as meninas para a casa", afirmou.

A Polícia Militar descobriu os crimes quando tentava encontrar uma das meninas - a mais nova -, dada como desaparecida. Na casa também haveria porções de maconha, bebidas alcoólicas e preservativos sexuais usados, segundo a Polícia Militar.

As três revelaram terem feito sexo com os presos - a mais nova disse aos PMs que perdeu a virgindade poucas horas antes. A entrada da polícia na casa ocorreu por meio de um imóvel vizinho porque os suspeitos se negaram a abrir a porta.

O Conselho Tutelar e os pais das menores foram avisados. O caso foi registrado na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e deve ser encaminhado ao Ministério Público após depoimentos de todos os envolvidos. As adolescentes irão passar por exames médicos.