Menu
sábado, 05 de dezembro de 2020
Polícia

Suspeito alega necessidade após roubar mulher e levar surra da população

A vítima caminhava pela via com destino a sua residência, no instante em que foi abordada pelo suspeito em uma bicicleta

14 março 2019 - 08h32Por Da redação/Rondoniaovivo

Estenio Adriel M. S., 24, foi surrado pela população na tarde desta quarta-feira (13) após roubar uma jovem de 18 anos na Avenida Mamoré, próximo ao Banco do Brasil, na zona Leste de Porto Velho (RO). O homem alega que cometeu o crime por ter sido expulso de casa. A vítima caminhava pela via com destino a sua residência, no instante em que foi abordada pelo suspeito em uma bicicleta. Ele levantou a camisa, mostrou uma arma de fogo e anunciou o assalto.

Depois de roubar um aparelho celular da jovem, o suspeito saiu em fuga na bicicleta. A vítima logo em seguida começou a gritar desesperada por "pega ladrão". Um grupo de populares foi em perseguição ao suspeito, que foi alcançado na Rua José Amador dos Reis com Plácido de Castro. Revoltados com a onda de criminalidade, os populares fizeram justiça com as próprias mãos e espancaram o suspeito com chutes e socos.

 Policiais militares do 5° Batalhão foram ao local e deram voz de prisão para Estenio. Com ele foi apreendida uma arma de fabricação caseira,  que disse ter adquirido pelo valor de R$ 250,00 há algum tempo atrás. O suspeito alegou ainda ter feito o roubo porque tinha sido expulso de casa pelos pais e necessitava de dinheiro. O homem foi encaminhado à Central de Flagrantes.

Leia Também

'Novo cangaço', que aterrorizou moradores em assaltos a bancos no Sul, já foi comum em MS
Polícia
'Novo cangaço', que aterrorizou moradores em assaltos a bancos no Sul, já foi comum em MS
Arrastados em córrego, tio e sobrinho reaparecem no Centenário
Cidade Morena
Arrastados em córrego, tio e sobrinho reaparecem no Centenário
Leitor registra fila de pacientes com suspeita de covid no UPA Leblon
Cidade Morena
Leitor registra fila de pacientes com suspeita de covid no UPA Leblon
Doloroso: Dourados tem seis mortes por covid em quatro dias
Interior
Doloroso: Dourados tem seis mortes por covid em quatro dias