Menu
domingo, 28 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Polícia

Suspeito de abusar de criança de 4 anos foge e tem a casa incendiada pela irmã da vítima

Homem está desaparecido desde o domingo (25), quando teria ocorrido o crime em Campo Grande

28 novembro 2018 - 16h04Por Amanda Amaral

O auxiliar de pedreiro Reinaldo Rabelo é considerado foragido pela polícia após ser acusado de abusar sexualmente de uma menina de quatro anos, no bairro Jardim Los Angeles, em Campo Grande. O caso teria ocorrido na madrugada entre sábado (24) e domingo (25), na casa da vítima, e acabou com a casa do suspeito incendiada.

A mãe da criança, Cristina Pereira Borges, 33 anos, relata o que aconteceu. “Ele é conhecido do bairro, todo mundo considera ele ‘bonzinho’. Aí, nessa madrugada, ele bateu lá em casa e pediu pouso, estava bêbado demais e acabamos deixando ele entrar”, começa.

O homem teria sido alocado em um cômodo à parte da residência, sozinho. No quarto ao lado, dormia Cristina com os cinco filhos, de três, quatro, nove e doze anos, além do esposo.

A mais velha, de 15 anos, teria ido até o banheiro e, assim que voltou, viu a irmã de quatro anos chorando e encolhida no canto do quarto onde estava Reinaldo. A criança teria sido pega pelo suspeito sem ninguém perceber.

“Ela foi correndo levar a menina pra fora de casa e perguntou o que tinha acontecido. Chorando, ela falou que o Reinaldo tinha passado a mão, os dedos, na parte íntima dela, e machucou”, conta a mãe.

O suspeito logo tentou escapar do local, e a adolescente e o esposo de Cristina correram atrás até chegarem à residência dele, a algumas ruas de distância. Ele teria conseguido entrar no imóvel, mas escapou pelos fundos.

Incêndio

Em um momento de ira, a jovem de 15 anos incendiou a casa, que ficou destruída. Por provocar o incêndio, a adolescente chegou a ser detida por três dias na Unei (Unidade Educacional de Internação), mas foi liberada e responderá pelo ato em liberdade.

A mãe registrou o abuso à criança na DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e o Adolescente), onde a menina fez exames de corpo de delito e passou por atendimento psicológico. O suspeito, contudo, ainda não foi encontrado.

Família teme

Cristina relata que ninguém em sua casa dorme com tranquilidade, já que Reinaldo permanece foragido. “Temos medo que ele venha querer se vingar de ter perdido a casa, de termos exposto o rosto dele pela internet acusando de ser um pedófilo criminoso. Quem garante que ele não venha nos atacar de madrugada, incendiando também nossa casa?”, se aflige.

A mulher conta que parte dos familiares do suspeito têm zombado da situação. A ex-mulher de Reinaldo, com quem tem um filho de quatro anos, não sabe dizer sobre seu paradeiro.

O homem tem família em Cáceres, no Mato Grosso, e a suspeita é que tenha fugido para o local. Qualquer informação sobre o caso pode ser repassada à polícia, podendo ser de forma anônima, através dos números (67) 3323-2500/2510 ou pelo disque 100.