Menu
domingo, 25 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Polícia

Esquizofrênico, responsável por furtar cadáver de mulher pode não ser responsabilizado

Ele se apresenta na próxima terça-feira e se comprovado que estava em surto, pode ficar isento da pena que é de reclusão de um a três anos e multa

16 fevereiro 2019 - 11h00Por Luis Abraham e Nathalia Pelzl

Esquizofrênico, José Gomes Rodrigues, responsável por  furtar cadáver de Rosieli Potroniele em Dois Irmãos do Buriti deve ser apresentar , foi o que pronunciou a defesa na manhã deste sábado (16) em Campo Grande. De acordo com o advogado José Rosa, a apresentação do tenente reformado da Polícia Militar ocorrerá na terça-feira (19) às 10h.

Em contato com Delegada Nelly Macedo responsável pelo caso, não haverá a decretação de prisão preventiva. O rapaz foi diagnosticado com esquizofrenia e, portanto seria inimputável, vez que estando em surto não poderia responder pelos próprios atos.

"Ele confessou que retirou o corpo. A notícia que ele traz pra mim, é claro que temos que levar que ver com reserva, já que ele é esquizofrênico, ele contou que teria ouvido a voz da mulher, que teria dito que esse é lugar que ela queria ficar e que eles tinham feito um pacto. Que se um deles morresse primeiro ainda assim eles permaneceriam juntos, em razão disso ele agiu como agiu. E por isso fez o sepultamento em sua propriedade nas proximidades de terenos".

(Foto: Nathalia Pelzl)

Ainda segundo o advogado, o ex-tenente disse que ela queria trocar de roupa, já que estava uma roupa que não era habituada, contou também que teria alertado Rosieli sobre o suposto relacionamento com Adailton Couto, responsável pela morte da vítima. 

Um relacionamento de idas e vindas, Rosieli e José estavam separados no dia da morte da vítima, José estava preso por ameaçá-la.  A retirada do corpo do cemitério foi feito por José e pelo primo, após o consumo de bebidas alcoólicas e remédios.

Crime

Rosieli estava em um bar, no momento que acertava a conta no caixa, quando Adailton Couto chegou ao local num Uno azul e a chamou para conversar ao lado do estabelecimento.

Os dois haviam consumido bebida alcoólica. Poucos minutos depois, o suspeito sacou uma faca, atingiu a vítima e fugiu. Os golpes atingiram os braços, abdômen, nádegas e pernas da mulher.

Ela foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ao Pronto Socorro do município e na sequência transferida para Campo Grande, onde morreu.