Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

Suspeitos de assalto e agressão a idoso são detidos, mas acabam liberados

Vítimas se negaram a comparecer à delegacia para reconhecer dupla. Câmeras flagraram ladrões fugindo após família reagir à 'vassourada'

30 janeiro 2019 - 08h00Por Da redação / G1

Um jovem e um adolescente foram detidos pela Polícia Militar na tarde desta terça-feira (29) por suspeita de envolvimento no assalto a uma casa, que terminou com moradores agredidos, no bairro Cidade Universitária, em Ribeirão Preto, São Paulo.

A dupla, de 16 e 21 anos, foi apresentada na Delegacia de Investigações Gerais (DIG), mas acabou sendo liberada porque nenhuma das vítimas compareceu ao local para fazer o reconhecimento, segundo informou o delegado Cézar Augusto de França.

“Eles foram apresentados para averiguação. A PM encontrou na rua, eles poderiam estar envolvidos no roubo à residência, mas as vítimas se recusam a comparecer à delegacia. Fica impossível fazer alguma coisa”, disse.

O crime na noite de domingo (27) foi registrado pelas câmeras de segurança do imóvel. Cerca de oito pessoas, a maioria desarmada e aparentando ser adolescente, invade a casa quando a filha da moradora abre o portão para sair. Um idoso é agredido com um chute.

A família reage e parte para cima dos ladrões com vassouras nas mãos. O grupo foge levando apenas um celular. A família não registrou boletim de ocorrência. A moradora reclamou que ligou três vezes para a Polícia Militar, mas nenhuma viatura foi ao local.

Prisão e investigação

Na tarde desta terça-feira, durante patrulhamento no bairro, a PM deteve dois suspeitos do crime. O delegado afirmou que, mesmo sem o depoimento formal das vítimas, registrou um boletim de ocorrência do assalto e a Polícia Civil investigará o caso.

“Um sobrinho acabou vindo à delegacia, mas também não reconheceu ninguém. Acabamos fazendo o BO e estamos tentando convencer as vítimas a virem, para prender esses suspeitos. Um deles tem antecedentes criminais e o outro é menor”, disse. A dupla prestou depoimento e foi liberada. Ambos negaram envolvimento no assalto.

A PM informou que o bairro integra o programa "Vizinhança Solidária" e que vai reordenar o policiamento na região com base nas reclamações. Também citou que vai apurar a sequência de chamados pelo 190 mencionados pela vítima para esclarecimento dos fatos.