(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

Terror na fronteira: pistoleiros matam seis e ferem uma criança

As vítimas estavam sentadas na varanda da casa e foram surpreendidas pelos criminosos

22 MAI 2019
Luis Abraham
07h00min
Foto: Reprodução/Porã News

Um grupo de pistoleiros fez seis vítimas nas primeiras horas da madrugada desta quarta-feira (22) em Pedro Juan Caballero. De acordo com testemunhas, o bando chegou em um veículo Jeep de cor branca em uma residência situada na Rua Augusto Celada, bairro Amistad II.

No momento do crime, estavam no imóvel 5 jovens e uma mulher com o filho, de um ano e 11 meses, que se encontravam sentados. Os algozes surpreenderam os presentes e sem dizer nada realizaram diversos disparos de fuzil calibre 556 e pistola 9mm.

De acordo com informações do Porã News, as vítimas foram identificadas como Diego Gustavo Bullon Cabrera, 24 anos, contra ele havia três ordens de captura e várias passagens pela polícia por homicídio.

Os demais foram identificados como Sergio Diosnel Cabrera Benítez, 20 anos, Alcides Alexis Ayala, 26 anos, Pedro Valdez Sánchez, 36 anos, Luciano Medina Melgarejo, 20 anos, o 'Luchi' e Liz Noelia Cabrera Benítez, 16 anos. A criança foi ferida de raspão por um dos disparos e fora encaminhada ao Hospital Regional da cidade, onde recebeu atendimento médico e não corre risco de morte.

Os investigadores da Divisão de Homicídios e os agentes da Polícia Técnica com apoio da promotora de justiça Liz Nadine Portillo e do medico legista Cesar Gonzalez, estiveram no local para realizar os procedimentos de rigor e encaminharam os corpos ao IML para uma verificação detalhada e posteriormente realizar a entrega dos mesmos aos familiares.

Segundo os investigadores, até o momento não há informações do que teria motivado a execução das seis vítimas que se encontravam sentadas na varanda da residência.

Os pistoleiros, após a execução, fugiram tomando rumo ignorado, a suspeita é de que o alvo poderia ser Diego Gustavo Bullon Cabrera e os demais acabaram sendo mortos por se encontrarem em companhia do mesmo. Entretanto, a polícia ainda não descarta nenhuma hipótese que será investigada pela Divisão de Homicídios com apoio da Direção de Investigações de Casos Puníveis da Polícia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero.

Veja também