Menu
Busca domingo, 17 de novembro de 2019
Polícia

Tia chora e diz que assassino de sobrinho está livre, leve e solto

Idoso atropelou e matou o ciclista enquanto conduzia um veículo F-1000

08 novembro 2019 - 07h00Por Dany Nascimento

Prestes a completar um mês da morte do sobrinho Vinicius dos Santos, de 15 anos, a cabelereira Tânia Maria da Silva, 45 anos, afirma que o motorista que atropelou o jovem, Valfrido Camargo Cardoso, 61 anos, responde o processo em liberdade e já cruzou com os familiares pelas ruas de Campo Grande.

“Eu já vi ele dirigindo aqui na cidade, fiquei em choque, não acreditei. Ele estava embriagado quando atropelou o Vinicius, fez o teste, ficou constatado e está livre. Quando eu olhei para o carro, assustei, olhei de novo e era ele, dirigindo normalmente pela cidade”, destaca Tânia.

Vinicius morreu após ser atropelado por um veículo F-1000 no bairro Colibri, no dia 13 de outubro. De acordo com o Boletim de Ocorrência, no dia do acidente, o idoso passou por teste do bafômetro, que constatou um total de 38mg/l de álcool no sangue.  Na delegacia, Valfrido confessou aos policiais que tomou duas latinhas de cerveja antes do acidente.  

“Na vida dele tudo continua igual, quem perdeu foi a nossa família. Ele continua vivendo normal, fazendo as atividades do dia a dia normal, enquanto a minha família chora e sofre com a falta do Vinicius. Se ele bebeu, se o teste comprovou isso, ele deveria ficar preso porque essa atitude tirou uma vida”, afirma a tia emocionada.

Segundo Tânia, os pais do adolescente voltaram a trabalhar, mas continuam extremamente abalados com a morte do garoto.