Menu
segunda, 17 de maio de 2021
MS CRESCE PELA VIDA 14 a 18/05/2021
Polícia

Vídeo: adolescente de MS tortura cachorro e papagaio e é denunciado pela ativista Luisa Mell

Ele fez vídeo jogando o papagaio em uma churrasqueira e espetando-o, além de cometer zoofilia com o cachorro

20 abril 2021 - 09h30Por Rayani Santa Cruz

Após receber vídeo em que um garoto, de 13 anos, aparece jogando um papagaio em uma churrasqueira e espetando-o e  depois enfia o pênis na boca de um cachorro forçando a cabeça do animal, a ativista Luisa Mell fez denuncia à Polícia Militar e Civil de Mato Grosso do Sul. 

"Uma das cenas mais deprimentes que já vi. Me ajudem a pegar estes monstros! Alô ibama, aqui tem crime ambiental! Alô polícia civil mais um caso de zoofilia! Informações nos comentários! Para cada monstro que fizer mal aos animais, levantaremos nosso exército do bem para identificá-lo, puni-lo e salvar os animais!", disse Luisa Mell em publicação no Instagram, que rendeu milhares de comentários.

O adolescente é morador de Água clara e fez transmissão ao vivo torturando os animais, que eram bichos de estimação da residência. As cenas são deprimentes e ao mesmo tempo em que o adolescente maltrata a ave e o cachorro, ele solta gargalhadas. No vídeo, é possível ver que ele pega o papagaio, joga dentro de uma churrasqueira e depois espeta o animal várias vezes. Ele ainda, abre o zíper da bermuda e coloca o pênis na boca do cachorro praticando sexo oral no bicho, ato de zoofilia. 

As forças policiais localizaram o menor infrator, que tentou se esconder nos fundos da casa. As equipes explicaram o crime a mãe do garoto, que ficou em choque ao ver o vídeo do filho.

Após isso, o menor prontamente confessou os crimes de maus-tratos. Ele contou que já havia cometido atos parecidos outras duas vezes, e que eram ordens de um grupo virtual que participava. Os membros davam ordens em chat ao vivo e o menino cumpria. O grupo tem uma hierarquia para quem pratica os atos violentos.

Foram apreendidos um aparelho celular e um computador de propriedade do adolescente, que confessou imediatamente os atos infracionais. O adolescente responderá por dois atos infracionais de maus-tratos. Os animais foram resgatados.

O menor foi apreendido, ouvido na Delegacia de Água Clara e depois liberado. 

REPERCUSSÃO

Após a apreensão do menor, a ativista fez mais um post no Instagram contando sobre o fato. “Ele deveria ser obrigado a fazer um trata psiquiátrico. Quem maltrata animais e ri é uma ameaça a toda sociedade”, disse Luisa Mell.

ATENÇÃO: Vídeo com cenas fortes