(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Idoso assassinado por família era prestativo e sempre ajudava mãe e filhos, dizem vizinhos

Mãe é suspeita de pagar para filhos matarem idoso; crime surpreendeu a vizinhança

13 FEV 2019
Anna Gomes
11h10min
Local onde o crime aconteceu. Foto: André de Abreu

Moradores do bairro que Luiz Pereira Alves, 75 anos, foi assassinado a pauladas, dizem que constantemente viam o idoso na casa da mandante do crime, a então foragida do sistema prisional, Anselma Gozalez da Silva, 59 anos.

De acordo com testemunhas, Luiz sempre era visto em um carro preto e levava Anselma e até os filhos da mulher em seu veículo quando necessitavam de algo. A informação que a vítima tinha sido assassinada foi uma surpresa para quem reside próximo ao imóvel da ‘família do crime’.

“Depois que a Anselma saiu da cadeia, ela passou a ser vista com esse idoso. Ele passeava de carro com ela e os meninos também. Sabia que eles mexiam com drogas, mas a gente nem imaginava que mataram alguém”, disse uma moradora de 19 anos.

Outra vizinha dos suspeitos, de 48 anos, mora ao lado de onde o crime supostamente aconteceu. Também surpresa com a informação da morte, ela diz que não ouviu nenhum pedido de socorro da vítima.

“Ontem vi a polícia na casa, mas achei que fosse algo envolvendo drogas, não sabia que haviam matado uma pessoa”, disse a moradora muito surpresa com o ocorrido.

 Caso

Luiz foi morto a pauladas. Uma mulher e seus dois filhos foram presos em flagrante por supostamente cometerem o crime, que chegou até os investigadores nesta terça-feira (12).

De acordo com a polícia, Anselma Gozalez da Silva, 59 anos, que é foragida da polícia, ofereceu R$ 2500 para Rothiman Gonzales da Silva, 25 anos, matar o idoso.

Rothiman teria se negado, mas seu irmão, Maicon Gonzales da Silva, 19 anos, aceitou. Anselma teria distraído Luiz e em determinado momento, Maicon desferiu os golpes na cabeça do idoso, que acabou morrendo.

Mãe e filho queriam roubar o carro da vítima, um Chevrolet Astra. Com o dinheiro, Anselma compraria drogas para comercializar.

Anselma e Maicon não sabem dirigir e Rothiman resolveu ajudar a mãe e o irmão a ocultar o cadáver. O corpo do idoso foi enrolado em um cobertor e abandonado em uma mata do mesmo bairro que o crime aconteceu.

Após investigações, a polícia conseguiu prender o trio em flagrante. Mãe e filhos foram encaminhados para a Depac ( Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Veja também