tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
quarta, 20 de janeiro de 2021
dengue
Política

Assessora de senadora é paga para comandar gabinete do ódio em MS

Observação: seu dinheiro também está investido na campanha dela para vereadora

29 junho 2020 - 17h33Por Vinícius Squinelo

‘Terrorista de direita’. Assim se define Juliana Gaioso Pontes, assessora parlamentar do Senado e vinculada ao gabinete de Soraya Thronicke. Apontada como líder de movimentos antidemocráticos em Mato Grosso do Sul, a militante foi denunciada oficialmente na Procuradoria-Geral da República.

Toda a documentação de denúncia foi encaminhada diretamente ao vice-procurador-Geral Humberto Jacques pelo deputado federal Fábio Trad, advogado também sul-mato-grossense.

Juliana é conhecida por liderar protestos de direita em Campo Grande, e também por espalhar fake news contra o irmão de Fábio, Marquinhos Trad.

No gabinete de Soraya, Juliana tem um salário mensal de 13 mil reais

Conforme a denúncia, há prints comprobatórios da atuação da assessora de Soraya contra a democracia, inclusive com ameaças diretas de ‘terrorismo de direita’.

No gabinete de Soraya, Juliana tem um salário mensal de 13 mil reais. Ela é pré-candidata à vereadora em Campo Grande.


Juliana é nomeada no gabinete de Soraya em Campo Grande (Foto: Agência Senado)

 

Montagem que roda nos grupos bolsonaristas no WhatsApp