Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Política

Ofensas e ameaças entre Salineiro e Telles causam suspensão da sessão

O motivo: um requerimento de André Salineiro pedindo nomes e dados de todos os trabalhadores do Proinc

21 maio 2020 - 10h37Por Rayani Santa Cruz

Nesta quinta-feira (21), a sessão da Câmara de Campo Grande teve de ser suspensa após briga entre os vereadores Chiquinho Telles (PSD) e André Salineiro (Avante). Os parlamentares gritaram, se ofenderam e chegaram a fazer ameaças mútuas.

O motivo é a emissão de requerimento por parte de André Salineiro, que pede dados de todos os trabalhadores do Proinc (Programa de Inclusão Profissional), alegando falta de transparência da Prefeitura. Segundo o vereador, existem denúncias de que existe um "cabide de empregos" no Distrito de Anhanduí, e o documento é para averiguação. 

Inicialmente, o líder do prefeito vereador Chiquinho Telles (PSD) utilizou a Tribuna da Câmara e categorizou o documento como politiqueiro e eleitoreiro.

“É legitimo qualquer pedido de informação. Esse tipo de requerimento é para pessoas que não têm coragem de abrir o Portal da Transparência e ler. Gostaria de pedir que os vereadores do Avante, que são o pastor Jeremias e André Salineiro, entrem em acordo. Porque um mandou um ofício e o outro abriu requerimento”, disse o vereador.

Ele continuou dizendo: “qual o documento que vocês querem que atendam? O ofício e o requerimento? Sabemos que o procedimento é primeiramente o encaminhamento de ofício e, se não respondido, o requerimento. Esse requerimento é eleitoreiro e politiqueiro”.

Em resposta, Salineiro também usou a Tribuna e negou questão de politicagem. “Não é do meu feitio, vou me ater a não descer ao nível do vereador Chiquinho Telles. Pois, na posição de líder de governo tem que se sujeitar a coisas que, eu como homem, não me sujeitaria”.

Os ânimos ficaram acalorados e tanto um vereador quanto o outro se ofenderam: “seu moleque”, disse Telles que gritava aos fundos do Plenário enquanto Salineiro tentava usar o microfone.

“Moleque é você, não vou descer ao seu nível”, disse André, que chegou a chamar Telles para gritar na frente dele e mais próximo. 

Aparentemente ameaças partiram dos dois lados, e houve interferência dos vereadores Otávio Trad (PSD) e Papy (SD).
A sessão foi suspensa pelo vereador Cazuza (PP), que presidia a sessão no momento. 

Leia Também

Preparado para o apocalipse zumbi: homem é preso com 5 armas de fogo em assentamento
Polícia
Preparado para o apocalipse zumbi: homem é preso com 5 armas de fogo em assentamento
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel de Dourados
Interior
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel de Dourados
Pitbull ataca criança com mordidas no rosto em restaurante
Geral
Pitbull ataca criança com mordidas no rosto em restaurante
Escola esconde menina negra de propaganda e caso vai parar na delegacia
Geral
Escola esconde menina negra de propaganda e caso vai parar na delegacia