Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
Política

Bolsonaro volta à Presidência nesta quinta-feira, ainda no hospital

Afirmação é do porta-voz da Presidência. Bolsonaro dificilmente receberá alta antes do domingo

11 setembro 2019 - 10h18Por Da redação/Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro volta à ocupar a Presidência da República já nesta quinta-feira (12), ainda que do Hospital Vila Nova Star, onde está internado. A informação foi dita, nesta terça-feira (10), pelo porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Contudo, o chefe do Executivo federal dificilmente receberá alta antes do domingo, embora o porta-voz não tenha precisado a data de retorno a Brasília. 

A situação clínica de Bolsonaro é boa. Rêgo Barros informou que ele dormiu bem e acordou disposto. Está afebril e permanecerá com dieta líquida a base de chá, água, gelatina e caldo ralo. “O paciente seguirá com estímulo de caminhada pelo corredor e poderá tomar banho de chuveiro. Serão mantidas medidas de prevenção de trombose venosa profunda e as visitas continuam restritas”, explicou, ao ler o mais recente boletim médico.

O diretor do Hospital Vila Nova Star, Antônio Antonietto, explica que as medidas de prevenção de trombose são procedimentos padrões que seguem um protocolo internacional. “Todos os pacientes internados seguem e, no caso dele, como foi uma cirurgia, segue simplesmente para dizer que toma anticoagulante conforme dita o protocolo. Nada de importante quanto a isso”, comunicou.

O presidente está sem visitas agendadas para hoje — que seguem restritas —, mas poderá despachar. Não em termos de um chefe de Estado, mas, eventualmente, tendo a possibilidade de dialogar com os ministros e com o presidente em exercício, Hamilton Mourão. “Do ponto de vista legal, ele não exercerá a direção da nação maior”, afirmou Rêgo Barros.

Cuidados

A execução das atividades do Executivo permanecerão a cargo de Mourão pelo menos até quinta-feira, conforme firmado em documento, destacou o porta-voz. “A partir da quinta-feira, a junta médica e o próprio presidente discutirão isso. Mas posso adiantar, com muita clareza e esperança, que o presidente, a partir de quinta-feira, estará novamente exercendo, se não na plenitude, o cargo de chefe do poder Executivo em condições de liderar o país, daqui, naturalmente”, destacou. 

Pela primeira vez desde a cirurgia, ele tomou banho na manhã desta terça, acompanhado do corpo de enfermagem do hospital. Em seguida, eles farão a troca do curativo na região do abdômen, onde ele foi submetido para uma  correção de uma hérnia incisional. Após isso, ele fará uma caminhada, ainda pela manhã. Pela tarde, há previsão, também, que realize uma outra caminhada, no processo de fisioterapia. 

Não há previsão de quando a alimentação de Bolsonaro será alterada para uma ingestão por via pastosa. “O dr. Macedo informou que não há pressa para retomar a alimentação e isso está completamente dentro do previsto. Pode ser que, hoje, ou amanhã, mude a dieta. Mas, no momento, mantém a (atual) dieta. É o melhor a se fazer no momento”, destacou Antonietto.