Menu
domingo, 25 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Política

Deputado 'ex-gay' quer instaurar “Dia do Orgulho Heterossexual” por temer extinção

“Se nada for feito para impedir, muito em breve tornar-se-á crime ser ou se declarar heterossexual”, delira o parlamentar

22 fevereiro 2019 - 07h30Por Da redação / Veja

O deputado Pastor Sargento Isidório (AVANTE-BA) conseguiu apresentar o projeto de lei mais esdrúxulo de 2019, não pelo conteúdo em si, mas pela justicativa apresentada. Ele quer instaurar o “Dia Nacional do Orgulho Heterossexual”.  Até ai, ok. Ele não é o primeiro.

Isidório superou-se mesmo na justicativa. A nobre excelência quer “evitar o sangue na canela”, caso, inexplicavelmente, “criminalize-se a homofobia”. “Se nada for feito para impedir, muito em breve tornar-se-á crime ser ou se declarar heterossexual”, delira.

“Nós, legisladores, nos preocupamos com a preservação da tartaruga, do macaco prego, da baleia, dentre outros animais em risco de extinção. Por óbvio, é de suma importância centrar atenção também em nós seres humanos machos e fêmeas”, completa em devaneio.

'Ex-gay'

O pastor Sargento Isidório (Avante-BA) alcançou 323.264 votos para deputado federal e tornou-se o candidato com melhor desempenho em seu estado. Apelidado pela imprensa como “Daciolo da Bahia”, o político evangélico – que se apresenta como “ex-gay” – é parte de um seleto grupo de parlamentares que alcançou votação necessária para se eleger sem influência do coeficiente eleitoral.