Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Política

VÍDEO: direto de Pequim, Tio Trutis mostra loja da Apple para justificar viagem a país comunista

Deputado da linha liberal foi ao oriente a convite de empresários e do partido comunista

17 janeiro 2019 - 17h00Por Thiago de Souza

O deputado federal eleito, Tio Trutis (PSL), não causa polêmica só com feministas e veganos em Campo Grande. Do outro lado do mundo, em Pequim, o também humorista 'deu aula' sobre capitalismo para justificar a viagem à China, criticada até pelo guru filosófico do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Olavo de Carvalho.  

Em um vídeo postado em sua rede social, Trutis exalta a loja da norte-americana Apple em solo chinês e tenta explicar como se dá o comércio entre países capitalistas e 'comunistas'.

''A maior nação do mundo [EUA] tem a maior relação comercial do mundo com a China'', relata Trutis. E acrescenta: ''eles compram de tudo e vendem de tudo''.

O deputado eleito disse que o Brasil deve manter o comércio com o país oriental, vendendo gado e soja. No setor de turismo, Trutis vê os chineses como potenciais visitantes do Brasil.

''Fiquei sabendo aqui na China que 150 milhões de chineses saem daqui todos os anos para fazer turismo no mundo e escolhem a Europa e não escolhem o Brasil por achar o Brasil inseguro'', constatou.

''Só 0,03% desses chineses conhecem o Brasil", lamentou o deputado.

No setor de tecnologia, Tio Trutis afirmou que ''os quatro satélites em operação, que são responsáveis por telecomunicações, TV aberta, sinal de TV a cabo, tem tecnologia chinesa e você nunca ficou preocupado com isso?''.

No entanto, apesar de incentivar comércio do Brasil com o mundo todo, Tio Trutis pondera que as transações comerciais devem ter parâmetros de preço bom e, supostamente, sem viés ideológico.

''Não é dar de graça igual dava para a Venezuela, dava para a Bolívia. É puro liberalismo, puro capitalismo'', diz.

Ele finalizou mandando um recado aos críticos da viagem: ''então para de falar abobrinha...toma ciência e vai estudar um pouquinho''.