TJMS Abril
Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
ALMS 23/03 A 21/04
Política

Bolsonaro manda contratar brigadistas para apagar fogo no Pantanal

Medida foi publicada nesta sexta e profissionais vão atuar em Corumbá, Aquidauana e Porto Murtinho

23 agosto 2019 - 14h18Por Celso Bejarano, de Brasília

Publicada nesta sexta-feira (23), no Diário Oficial da União, portaria do Ministério do Meio Ambiente que autoriza a contratação de brigadista para apoiar às coordenações estaduais do Prevfogo, que é o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, setor do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis).

A medida viabiliza o recrutamento de brigadista de incêndio para agirem em Aquidauana, Porto Murtinho e Corumbá, cidades sul-mato-grossenses atingidas há semanas por queimadas, que estariam ocorrendo por eventual desmatamento desenfreado.

As contratações dos brigadistas ocorrem justamente no meio de um bombardeio investido por mandatários europeus contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) acerca das queimadas, principalmente na região amazônica.

De acordo com a publicação, além de MS, podem contratar brigadas de combate a incêndio florestais os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Conforme a portaria, ao todo, para Corumbá, serão recrutados 29 brigadistas.

Diz o artigo 5º da medida: “autorizar o Prevfogo a contratar Brigadas Federais temporárias com a estrutura de um Brigadista Chefe de Brigada, quatro Brigadistas Chefes de Esquadrão e vinte e quatro Brigadistas para a prevenção e combate aos incêndios florestais, nos seguintes municípios:

Barreiras e Itaetê, no Estado da Bahia; Grajaú, no Estado do Maranhão; São João das Missões, no Estado de Minas Gerais; Corumbá no Estado do Mato Grosso do Sul; Serra Talhada, no Estado do Pernambuco; Tocantínia e Itacajá no Estado do Tocantins e Pacaraima, no Estado de Roraima".

Já para combate os incêndios em florestas de Aquidauana e Porto Murtinho, o efetivo das brigadas a serem contratadas é maior.

Conforme a norma publicada no Diário Oficial da União que duas brigadas vão atuar em cada uma das cidades de MS. E cada brigada federal é integrada por dois brigadistas chefes de esquadrão e doze brigadistas para a prevenção e combate aos incêndios florestais. Ou seja: 56 homens vão atuar nos dois municípios.

Veja aqui a portaria:

http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-3.020-de-21-de-agosto-de-2019-212173656

Leia Também

Conselhos de MS recomendam que profissionais da saúde façam cadastro no Ministério
Saúde
Conselhos de MS recomendam que profissionais da saúde façam cadastro no Ministério
Ministério da Saúde: Brasil não chegará a 100 mil mortos pela Covid-19
Geral
Ministério da Saúde: Brasil não chegará a 100 mil mortos pela Covid-19
'Número 2' do Ministério da Saúde quebra isolamento e dá desculpa marota para 'corridinha'
Geral
'Número 2' do Ministério da Saúde quebra isolamento e dá desculpa marota para 'corridinha'
Marquinhos pede selfies e vídeos de corrente de oração marcada para este domingo
Cidade Morena
Marquinhos pede selfies e vídeos de corrente de oração marcada para este domingo