Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Política

Lama Asfáltica: restam agora apenas 2 encarcerados – Edson Giroto e o cunhado Flávio

TRF-3 determinou a soltura do empreiteiro João Amorim, há mais de ano no xilindró

28 maio 2019 - 08h23Por Celso Bejarano, de Brasília

O empreiteiro João Amorim, dono da construtora Proteco, com sede em Campo Grande e Wilson Roberto Mariano, o Beto Mariano, ex-chefe da Agesul, setor do governo de Mato Grosso do Sul, que cuida de obras, devem ser soltos ainda nesta terça-feira (28).  A dupla foi presa no dia 9 de maio do ano passado por suposta participação em esquema de corrupção durante o período que MS era governado por André Puccinelli (MDB), entre os anos de 2005 a 2014.

Ano passado, o ex-governador e o filho André Júnior, também foram detidos, mas soltos cinco meses depois. Do grupo implicado no caso de corrução, agora, resta apenas dois na cadeia: o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto e o cunhado dele Flávio Scrocchio.

Ainda de acordo com a decisão do TRF-3, outra que fica livre da prisão domiciliar é filha de Beto Mariano, a médica Mariane Mariano. A filha de encarcerado tinha sido beneficiada por ter filho pequeno.

O esquema de corrupção na gestão de Puccinelli tem sido derrubado desde julho de 2015, ano que a Polícia Federal deflagrou a Lama Asfáltica, operação tocada junto a CGU (Controladoria Geral da União) e Receita Federal.

Num cálculo ainda presumido, de acordo com a PF, o bando teria desviado ao menos meio bilhão de reais dos cofres do Estado de MS. A organização criminosa, ainda segundo a PF, fraudava licitação, lavava dinheiro e corrompia servidores.

Detalhes da soltura de Mariano e Amorim, que cumprem prisão em Campo Grande, contudo, ainda não foram divulgados pela Justiça Federal. A defesa de Edson Giroto e Flávio também ingressaram com apelação pela liberdade, mas a corte federal, ao menos até esta manhã ainda não tinha se manifestado. Giroto, que também exerceu mandato de deputado federal, é o único do grupo já sentenciado: ano passado ele foi condenado há quase dez anos de prisão.

Amorim e Mariano esperam que o TRF-3 avise a Justiça Federal, em Campo Grande, que o mandado de liberdade foi concedido.

Leia Também

Advogado preso tentando entrar com droga no presídio assina termo e volta para casa
Polícia
Advogado preso tentando entrar com droga no presídio assina termo e volta para casa
Homem é preso por estuprar as três filhas em Amambai
Interior
Homem é preso por estuprar as três filhas em Amambai
Mulher assassinada após sumir de hospital teve morte violenta
Polícia
Mulher assassinada após sumir de hospital teve morte violenta
Quinta-feira será de tempo firme e temperaturas elevadas em MS
Cidades
Quinta-feira será de tempo firme e temperaturas elevadas em MS