Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Política

Mamata? Filho de assessora de senadora de MS também tem cargo em gabinete

Juliana Gaioso foi denunciada à PGR por chefiar gabinete do ódio em MS e colocou filho em cargo público

30 junho 2020 - 15h00Por Vinícius Squinelo

Tudo em família! Assim caminha o PSL de Mato Grosso do Sul. Enquanto a mãe é nomeada no gabinete da senadora Soraya Thronicke, o filho tem cargo com o deputado federal Loester Trutis. Essa é a situação de Juliana Gaioso Pontes, denunciada como líder de movimento antidemocrático em Mato Grosso do Sul.

A chefe do ‘gabinete do ódio’ regional tem cargo no Senado, com salário líquido – após os descontos – de R$ 10,1 mil. Ela é lotada no gabinete de Soraya, que silencia sobre os atos da funcionária, mesmo quando é pega no flagra distribuindo fake news.

Já Mateus Gaioso conseguiu um cargo também político, ainda em Brasília: de assessor do deputado federal Loester Trutis. Por lá, tem remuneração líquida de R$ 2,1 mil.

'tá aí a prova, meu filho é formado, é um jovem educado, inteligente, conservador e trabalhador'

Ambos, Soraya e Trutis, foram eleitos na onda de Jair Bolsonaro, com o discurso de acabar com a mamata, ou seja, com arranjos familiares no poder público, além de uma extensa lista de outras obrigações políticas e democráticas.

Nas redes sociais, Juliana elogia o filho: ‘tá aí a prova, meu filho é formado, é um jovem educado, inteligente, conservador e trabalhador enquanto vários outros jovens nem 1 dos 4 itens destes tem’.

 

Leia Também

Brasil atinge 1.603.055 casos de covid-19; mortes vão a 64.867
Saúde
Brasil atinge 1.603.055 casos de covid-19; mortes vão a 64.867
Ex-funcionário suspeito de matar secretário em Dourados é preso em barreira sanitária
Polícia
Ex-funcionário suspeito de matar secretário em Dourados é preso em barreira sanitária
Idoso de 80 anos morre em consequência da Covid-19 em Corumbá
Saúde
Idoso de 80 anos morre em consequência da Covid-19 em Corumbá
Brasil ultrapassa marca de 1 milhão de recuperados da covid-19
Saúde
Brasil ultrapassa marca de 1 milhão de recuperados da covid-19