TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Política

Mesmo com inflação a 12%, Paulo Guedes diz que Brasil 'saiu do inferno'

Ministro da Economia garantiu que continuará no cargo se presidente for reeleito

19 maio 2022 - 16h51Por Thiago de Souza

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou, nesta quinta-feira (19), que o Brasil já ''saiu do inferno'' da inflação. Ele destacou que é natural que ele siga no cargo, caso o presidente Jair Bolsonaro seja reeleito. 

''Está faltando manteiga na Holanda, tem gente brigando na fila da gasolina no interior da Inglaterra, que teve a maior inflação dos últimos 40 anos. Eles estão indo para o inferno. Nós já saímos... '', diz um trecho da fala de Guedes. 

Apesar da fala otimista do chefe da economia brasileira, horas após a declaração, o próprio Ministério da Economia divulgou um aumento na estimativa da inflação para este ano. O índice subiu de 6,5% para 7,9%. 

Segundo o G1, o Banco Central informou que, analistas de mercado preveem inflação de 7,89% ao final do ano. O site trouxe que a meta do Conselho Monetário Nacional, é de 3,5% e que será formalmente cumprida se oscilar entre 2% e 5%. 

12 meses

Nos últimos 12 meses, a inflação, medida pelo IPCA, atingiu 12,13%, até abril. É a maior inflação para o período de 1 ano, desde outubro de 2003, apurou o site de notícias. 

Uma das formas de combater a inflação, é o Banco Central aumentar a taxa Selic, que atualmente está em 12,75%. É maior percentual dos últimos cinco anos.