TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Política

Moro está proibido de advogar e vai ser colunista em revista

Ele vai receber salário de ministro por 6 meses

02 junho 2020 - 19h19Por Nathalia Pelzl

A Comissão de Ética da presidência da República decidiu nesta terça-feira (2), por unanimidade, que Sergio Moro não poderá advogar por seis meses, a contar da data em que ele deixou o governo, dia 24 de abril.

O colegiado identificou potencial conflito de interesses na atividade. Como foi-lhe imposta a quarentena, Moro terá direito a continuar recebendo salário de ministro, de R$ 31 mil, durante o período, conforme informou o Globo.

A comissão, entretanto, liberou Moro para dar aulas e ser colunista de uma revista.