TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
segunda, 23 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Política

Odilon Jr. diz que visita a Puccinelli é como advogado e revela admiração pelo filho do emedebista

Apoiadores e adversários condenam ida ao presídio e falam em 'benção' para coligação

15 outubro 2018 - 17h50Por Thiago de Souza e Amanda Amaral

Odilon Jr., filho do candidato ao governo do Estado, Odilon de Oliveira (PDT), justificou a visita a André Puccinelli (MDB), na semana passada, no presídio em Campo Grande, na função de advogado dele. No entanto, ele não tinha relação com o processo penal do ex-governador e em reunião no diretório do partido na tarde desta segunda-feira (15), revelou admiração por André Puccinelli Jr., também preso.

No encontro, na Rua Barão de Melgaço, em Campo Grande, também estavam Dagoberto Nogueira, reeleito deputado federal, e o próprio Odilon de Oliveira, que não atendeu a imprensa e saiu pelos fundos.

A ida de Odilon Jr. ao Centro de Triagem Anízio Lima, no Jardim Noroeste foi revelada pelo jornal Correio do Estado e gerou polêmica e muitas críticas à campanha do pedetista.

Internautas supõem que ''Odilonzinho'' foi pedir a bênção de Puccinelli para confirmar a coligação MDB com o PDT para enfrentar Reinaldo Azambuja (PSDB) neste segundo turno. Questionado, o filho de Odilon de Oliveira não revelou o teor da conversa e justificou que seria conversa sigilosa entre cliente e advogado.

Odilon Jr., que continua vereador por Campo Grande já que não foi eleito deputado estadual, destacou ainda sua amizade e admiração pelo filho de Puccinelli, por conta de serem advogados.

''Leio os livros [jurídicos] dele'', destacou Odilon Jr. No entanto, Júnior não revelou se conversou também com o filho do ''italiano'' na cadeia.   

Dagoberto também foi confrontado pela imprensa em relação a visita a Puccinelli, mas não quis responder, assim como não comentou um suposto racha na legenda em razão desse assunto.

''Melhor vocês [imprensa] perguntarem diretamente para ele'', indicou o pedetista.

Dagoberto anunciou nova reunião do partido ainda esta semana junto a apoiadores de todo o estado, cerca de 200 a 300 pessoas, e que só falta definir o local. O motivo do encontro seria um alinhamento dos integrantes do PDT.