TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Política

PEGOU MAL: após reajuste salarial em crise de coronavírus, prefeito veta proposta

Porém, vereadores ainda podem derrubar o veto quando o projeto retornar à Casa de Leis de Amambai

21 março 2020 - 15h38Por Rayani Santa Cruz

O prefeito de Amambai, Edinaldo Bandeira (PSDB), vetou a proposta que aumentava o seu próprio salário nesta sexta-feira (20). O veto foi realizado após a Câmara Municipal da cidade aprovar, na segunda-feira, em regime de urgência, o reajuste do salários dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários municipais em plena crise de coronavírus. 

O projeto de lei aprovado por nove dos 13 vereadores pegou mal e Bandeira resolveu vetar. Segundo o site A Gazeta News, a previsão do reajuste é para 2021 e os vereadores podem derrubar o veto.

Se derrubarem o veto, os subsídios dos vereadores em Amambai passarão de  R$ 6.012,00 para R$ 7650,00, ou seja, 30% do subsidio de um deputado estadual, que é R$ 25.500,00. 

O salário do prefeito passará de R$ 17.143,92 para R$ 24.880,00, do vice-prefeito de R$ 8.571,96 para R$ 9.900,00, e dos secretários de R$ 7.500,00 para 9.900,00.