Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Política

Pesquisa Itop: Moro ainda é o superpoderoso ministro de Bolsonaro

Em Campo Grande, o ministro da Justiça é "ótimo ou bom" para 59% dos entrevistados

31 maio 2019 - 09h30Por Celso Bejarano, de Brasília

Embora fragilizado pela medida que transfere o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) de seu ministério para o da Economia e ainda sem conseguir a aprovação do pacote “anticrime”, o nomeado ministro com superpoderes Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) ainda é o mais bem avaliado representante do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Ele supera a performance inclusive dos dois ministros nascidos em Campo Grande, cidade onde o levantamento de opinião pública foi feito.

Pesquisa preparada pelo Itop (Instituto TopMidia de Pesquisa), entre os dias 7 a 10 deste mês de maio, com 600 entrevistados, eleitores e moradores de Campo Grande, com idades acima de 16 anos, revela que de cada 10 pesquisados, 9 em cada dez ouvidos (93%), o conhecem. E, entre os quais, 59% acham que a gestão de Sérgio Moro é “ótima ou boa”; 39%, "regular" e 4%, "ruim ou péssima".

Moro supera com folga a performance do segundo colocado na pesquisa, que assim questionou o entrevistado: “qual é o ministro mais conhecido e bem avaliado da população em geral?”

Paulo Guedes, o chefão da Economia do governo de Bolsonaro, é conhecido por 74% dos ouvidos no levantamento de opinião pública do Itop. O ministro obteve 34% da simpatia dos pesquisados, que o conseraram “ótimo e bom”. Já 38% veem como “regular” e 28%, como “ruim e péssimo”.

Damares Alves, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, foi avaliada como a terceira melhor do governo de Bolsonaro. Cinquenta e sete por cento dos entrevistados disseram conhece-la em, entre os quis 25% acham o desempenho da ministra como “ótimo ou bom”; 41%, como “regular” e 34%, como “péssimo ou ruim”.

Luiz Henrique Mandeta, sul-mato-grossense, que comanda o ministério da Saúde, ficou na quarta colocação. Embora nascido e morador de Campo Grande, somente 41% dos entrevistados afirmaram aos pesquisadores que conhecem ou ouviram falar do ministro. Pela pesquisa, 32% dos ouvidos afirmaram que a gestão de Mandeta é “ótima ou boa”; 38%, regular e 30%, “ruim ou péssima”.

A também campo-grandense Tereza Cristina, ministra da Agricultura do governo de Bolsonaro, vem na sequência. De acordo com o Itop, 35% dos ouvidos acham que o desempenho da ministra é “ótimo ou bom”; 39%, “regular” e 26%, “ruim ou péssimo”.

Depois, segundo a pesquisa, conquistaram as melhores avaliações, o general Augusto Heleno (Segurança); Ricardo Weintraub (Educação) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

 

Leia Também

Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Política
Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Interior
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Cidade Morena
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá
Polícia
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá