Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Política

Protesto de entregadores por aplicativo ganha apoio na Câmara

"São trabalhadores que muitas vezes chegam a 16 horas de trabalho, não têm seguro em caso de acidente com o veículo, não têm estabilidade", pontuou vereador

23 fevereiro 2021 - 16h17Por Diana Christie

O protesto de motoristas de aplicativos, motoentregadores e autônomos, que cobram redução no preço da gasolina, ganhou apoio do vereador Beto Avelar (PSD), em Campo Grande. Ele aponta que as categorias já sofrem sem o reconhecimento de garantias trabalhistas e, agora, a alta nos preços do combustível agrava a situação. 

“É um movimento legítimo, justo, pacífico e que tem o meu apoio. São trabalhadores que muitas vezes chegam a 16 horas de trabalho, não têm seguro em caso de acidente com o veículo, não têm estabilidade se sofrer acidente e não possuem reconhecimento do vínculo empregatício. Além disso, o aumento no preço dos combustíveis está tornando essas atividades profissionais inviáveis e diminuindo a renda das famílias”, pontua. 

Segundo o vereador, mais de 16 mil trabalhadores atuam na atividade na Capital. A manifestação, que também foi realizada em outros lugares do país, percorreu a Avenida Afonso Pena, Parque dos Poderes, BR-163 e Avenida Duque de Caxias.