Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Política

Rose e Bia buscam apoio para garantir atual aposentadoria de professores e trabalhadores do campo

Parlamentares têm até quinta para viabilizar a votação da Proposta de Emenda

21 maio 2019 - 11h47Por Celso Bejarano, de Brasília

Rose Modesto, deputada federal do PSDB de Mato Grosso do Sul, tem dedicado essa semana à coleta de assinaturas de parlamentares para garantir a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) de número 06/2019, da reforma da Previdência, como meio de garantir as medidas atuais da aposentadoria dos professores e também das pessoas que vivem do trabalho rural. As assinaturas devem ser juntadas até quinta-feira (23).

De acordo com comunicado emitido pela assessoria da parlamentar, Rose e as colegas de parlamento Mara Rocha (PSDB-AC), Bia Cavassa (PSDB-MS), Edna Henrique (PSDB-PB) e Tereza Nelma (PSDB-AL), autoras da proposta, precisam juntar 171 assinaturas para tocar adiante a PEC.

Este número mínimo de assinaturas é necessário porque qualquer emenda a uma PEC, o caso da Reforma da Previdência, só pode ser feita com o apoio de no mínimo 1/3 dos deputados, conforme determina o Regimento Interno da Câmara, o que corresponde a 171 deputados federais, diz a nota da assessoria.

Rose Modesto disse que “no caso dos professores, uma categoria que tem grande desgaste emocional e intelectual, fica impossível aceitarmos que professor para se aposentar tenha que atingir a idade mínima de 60 anos e 30 de contribuição. Nosso objetivo com essas emendas é modificarmos o texto no caso dos docentes e também dos trabalhadores rurais, garantindo os atuais direitos que estes segmentos têm para se aposentar”.

Para viabilizar estas emendas, a deputada sul-mato-grossense começou na semana passada a coleta de assinaturas que já totaliza 78 apoios à emenda que mantém as regras atuais da aposentadoria dos professores e outras 35 para os trabalhadores rurais. 

“Nossa maior dificuldade é o tempo, temos apenas 10 sessões plenárias para coletar as assinaturas, como determina o Regimento da Câmara. Montamos uma força tarefa, eu e as demais deputadas não perdemos um minuto porque sabemos da importância destas emendas”, afirmou Rose Modesto.

 

Leia Também

Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Interior
Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Geral
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Geral
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes
Política
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes